Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resistência à corrosão de titânio comercialmente puro submetido à desinfecção química e polarização em salivas artificiais com diferentes pHs (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: RAIMUNDO, LARIÇA BARBOSA - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 805
  • Subjects: CORROSÃO; TITÂNIO; SALIVA ARTIFICIAL; ELETROQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desse estudo foi avaliar a ação de hipoclorito de sódio e ácido peracético na resistência à corrosão de titânio comercialmente puro, grau 4, (Ticp-4) em salivas artificiais, ácida e neutra, com diferentes períodos de imersão, por meio de ensaio de polarização potenciodinâmica anódica, microscopia eletrônica de varredura e espectrometria dispersiva de raios-X. Corpos-de-prova cilíndricos (5 mm x 5 mm) de Ticp-4 foram envolvidos com fio de cobre e fita isolante, este conjunto foi incluído em tubos de PVC (25 mm x 15 mm) e preenchidos com resina poliéster quimicamente ativada, após a polimerização da resina esses eletrodos de trabalho que foram polidos mecanicamente com lixas, feltros e pastas. Os 54 eletrodos de trabalho foram divididos em nove grupos (n=6) referentes às soluções e períodos de imersão: água destilada (controle), hipoclorito de sódio 1% (10 e 40 minutos), ácido peracético 0,2% (10, 30, 40 e 120 minutos) e ácido peracético 2% (30 e 120 minutos). Após serem imersos nas soluções, foram divididos em 2 subgrupos (n=3), pois os ensaios de polarização anódica foram realizados em triplicatas e utilizados dois eletrólitos, salivas artificiais pH 4,8 e pH 6,8. No ensaio de polarização anódica foi utilizada uma célula eletroquímica constituída por um eletrodo de referência do tipo calomelano saturado (ECS), um contra-eletrodo de platina e o eletrodo de trabalho constituído pelas amostras de Ticp-4, com taxa de varredura de 1 mV/s, partindo-se do potencial de corrosão (Ecorr) até 800 mVECS. Os dados do potencial de corrosão (Ecorr) e corrente de passivação (Ipass) obtidos das curvas de polarização foram analisados estatisticamente pelo teste t Student. Na comparação entre salivas ácida e neutra os valores de Ecorr e Ipass em todas soluções desinfetantes e períodos propostos não apresentaram diferença estatísitica. A comparação dosvalores de Ecorr e Ipass entre água destilada (controle) e soluções desinfetantes em saliva ácida também não mostrou diferença, porém em saliva neutra houve diferença entre os valores de Ipass entre água destilada e hipoclorito de sódio 1% por 40 minutos e entre os valores de Ecorr entre água destilada e ácido peracético 2% por 120 minutos. Entre períodos de imersão, em saliva ácida, houve diferença entre os valores de Ipass do hipoclorito de sódio 1% 10 e 40 minutos e entre os valores de Ecorr do ácido peracético 0,2%. A microscopia eletrônica de varredura associada à energia dispersiva por Raio-X não mostrou diferença entre água destilada e as diferentes soluções desinfetantes frente as salivas ácida e neutra. Conclui-se que as curvas de polarização anódica foram similares em todos os ensaios, apesar das diferenças estatísticas salientadas para Ipass e Ecorr, não ocorreu corrosão superficial em quaisquer amostras após desinfecção e polarização em salivas ácida e neutra. A análise por microscopia eletrônica de varredura associada à espectrometria por dissolução de raios-X não revelaram alterações superficiais nas amostras de titânio comercialmente purosuperficiais nas amostras de titÃØnio comercialmente puro
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.08.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RAIMUNDO, Lariça Barbosa; ORSI, Iara Augusta. Avaliação da resistência à corrosão de titânio comercialmente puro submetido à desinfecção química e polarização em salivas artificiais com diferentes pHs. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-17092010-094246/ >.
    • APA

      Raimundo, L. B., & Orsi, I. A. (2010). Avaliação da resistência à corrosão de titânio comercialmente puro submetido à desinfecção química e polarização em salivas artificiais com diferentes pHs. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-17092010-094246/
    • NLM

      Raimundo LB, Orsi IA. Avaliação da resistência à corrosão de titânio comercialmente puro submetido à desinfecção química e polarização em salivas artificiais com diferentes pHs [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-17092010-094246/
    • Vancouver

      Raimundo LB, Orsi IA. Avaliação da resistência à corrosão de titânio comercialmente puro submetido à desinfecção química e polarização em salivas artificiais com diferentes pHs [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-17092010-094246/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021