Exportar registro bibliográfico

Structural and thermal evolution of a synkinematic batholith from the Neoproterozoic Araçuaí hot orogen (Eastern Brazil) (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: MONDOU, MATHIEU - IGC
  • Unidade: IGC
  • Sigla do Departamento: GMG
  • Subjects: BATÓLITO; GEOTERMIA; GEOLOGIA ESTRUTURAL; OROGÊNESE
  • Language: Inglês
  • Abstract: A faixa Araçuaí, de idade neoproterozóica, caracteriza-se por apresentar em seu domínio alóctone, uma grande quantidade de intrusões magmáticas, uma crosta parcialmente fundida e rochas de fácies granulítica, características de uma geoterma elevada, configurando tratar-se de um orógeno quente. A suíte tonalítica Galiléia, alojada em metassedimentos, deformada no estado magmático, representa um grande batólito que influenciou de maneira significativa o comportamento mecânico desta crosta mediana. A Anisotropia de Suscetibilidade Magnética (ASM) medida nesse batólito e usada para um estudo de petrotrama, combinado com uma investigação detalhada sobre a mineralogia magnética, permitiu caracterizar o comportamento paramagnético da Suíte Galiléia e, adicionalmente, trazer informações sobre uma deformação complexa em 3D. As estruturas observadas se desenvolveram em um magma viscoso resultado de uma combinação da tectônica tangencial induzidas por compressão e forças gravitacionais devido ao peso da crosta sobrejacente. A cinemática do batólito é compatível com aquela descrita para as rochas dúcteis da faixa. Datações U/PB em zircões e monazitas e ‘ANTPOT 40Ar'/ 'ANTPOT 39Ar’ em anfibólios, moscovitas e biotitas permitiram definir a evolução termal do batólito Galiléia e de seus metassedimentos hospedeiros e trazer informações sobre o período deformacional. O batólito Galiléia colocou-se durante um importante evento magmático, termal e tectônico a ~ 580 Ma. A temperatura pemaneceu alta durante os primeiros ~ 50 Ma da evolução termal, promovendo uma deformação quase constante do batólito no estado magmático durante várias dezenas de milhões de anos. Tais condições de alta temperatura e cinemática deformacional, estável durante períodos prolongados de tempo, são característicos de orógenos quentes. A taxa de resfriamento vagarosa de ~ 10°C/Ma sugere que após ~500Ma a taxa de exumação foimuito lenta, provavelmente ocasionada apenas pela erosão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.10.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONDOU, Mathieu; EGYDIO-SILVA, Marcos; VAUCHEZ, Alain; RAPOSO, Maria Irene Bartolomeu. Structural and thermal evolution of a synkinematic batholith from the Neoproterozoic Araçuaí hot orogen (Eastern Brazil). 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-20012011-115432/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Mondou, M., Egydio-Silva, M., Vauchez, A., & Raposo, M. I. B. (2010). Structural and thermal evolution of a synkinematic batholith from the Neoproterozoic Araçuaí hot orogen (Eastern Brazil). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-20012011-115432/?&lang=pt-br
    • NLM

      Mondou M, Egydio-Silva M, Vauchez A, Raposo MIB. Structural and thermal evolution of a synkinematic batholith from the Neoproterozoic Araçuaí hot orogen (Eastern Brazil) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-20012011-115432/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Mondou M, Egydio-Silva M, Vauchez A, Raposo MIB. Structural and thermal evolution of a synkinematic batholith from the Neoproterozoic Araçuaí hot orogen (Eastern Brazil) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-20012011-115432/?&lang=pt-br


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021