Exportar registro bibliográfico

Metodologia semiempírica unificada para a estimativa da capacidade de carga de estacas (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: AMANN, KURT ANDRÉ PEREIRA - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PEF
  • Subjects: FUNDAÇÕES POR ESTACAS; MÉTODOS EMPÍRICOS; SONDAGEM DOS SOLOS
  • Language: Português
  • Abstract: A pesquisa parte do fato de que os métodos semiempíricos de estimativa da capacidade de carga de estacas não devem ser empregados indiscriminadamente em qualquer região do país sem as devidas adequações às características do solo local. Constata-se, com isso, que não existem metodologias específicas para proceder tais adequações e que o meio técnico acaba por realizar a mera classificação dos métodos em “conservador” ou “contra a segurança”, o que se constitui num certo paradigma. Assim, o presente trabalho propõe uma Metodologia Semiempírica Unificada (MSU), em três etapas. Na primeira delas, o projetista estima a capacidade de carga a partir da otimização das melhores práticas adotadas pelos diversos métodos semiempíricos utilizados no Brasil. Discutem-se ainda o embutimento da ponta e a criação de novos métodos semiempíricos. Na segunda etapa, realiza-se a verificação de desempenho com base nos critérios de ruptura aplicados à curva carga-recalque de provas de carga. Nessa etapa, as imprecisões do dito paradigma são apontadas e faz-se uma nova proposta de aplicação dos critérios de ruptura. Na terceira etapa, faz-se uma retroanálise para aferição da estimativa semiempírica unificada da primeira etapa. Propõe-se, assim, o uso da separação das parcelas de atrito e ponta por meio de métodos de transferência de carga, bem como pela proposta de ajustes polinomiais, no caso de ensaios instrumentados. A análise crítica desse processo gerou a proposta de uma nova abordagem matemática da transferência de carga. A correção dos valores adotados para os coeficientes semiempíricos de cada camada, individualmente, é feita pela proposta de aplicação do conceito de Hierarquia dos Solos (AMANN, 2000). Os resultados de correção dos métodos semiempíricos, contudo, são específicos para o solo de cada local em estudo.Assim, são utilizados, como exemplo, ensaios em diversas regiões do país, o que permite a verificação da aplicabilidade da metodologia proposta.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.08.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMANN, Kurt André Pereira; MASSAD, Faiçal. Metodologia semiempírica unificada para a estimativa da capacidade de carga de estacas. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-21102010-094919/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Amann, K. A. P., & Massad, F. (2010). Metodologia semiempírica unificada para a estimativa da capacidade de carga de estacas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-21102010-094919/?&lang=pt-br
    • NLM

      Amann KAP, Massad F. Metodologia semiempírica unificada para a estimativa da capacidade de carga de estacas [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-21102010-094919/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Amann KAP, Massad F. Metodologia semiempírica unificada para a estimativa da capacidade de carga de estacas [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3145/tde-21102010-094919/?&lang=pt-br

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021