Exportar registro bibliográfico

Determinação de tiamina eritrocitária, plasmática e urinária em pacientes com trauma cranioencefálico grave: efeitos da suplementação venosa de tiamina (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: REZENDE, RONYCLEY ROCHA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: TRAUMATISMOS CEREBRAIS; ESTRESSE OXIDATIVO; VITAMINAS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O traumatismo cranioencefálico (TCE) tem grande prevalência em nosso meio e a terapia nutricional adequada tem influencia na sua evolução favorável. Entretanto, a oferta nutricional excessiva pode desencadear a Síndrome de Realimentação, caracterizada por anormalidades no balanço hidroeletrolítico, metabólicas e nutricionais, incluindo deficiência de vitaminas. A tiamina, vitamina B1, participa do metabolismo dos carboidratos como integrante do ciclo de Krebs e sua deficiência relaciona-se ao estresse metabólico. Objetivo: Avaliar os níveis sanguíneos e urinários da tiamina em pacientes vitimas de TCE, que receberam ou não suplementação endovenosa da vitamina. Casuística: O estudo foi conduzido com vinte pacientes do gênero masculino, com idade entre 18 e 50 anos, vitimas de TCE grave de acordo com a Escala de Coma de Glasgow, internados no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Unidade de Emergência do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP. Métodos: No 3° dia apos o TCE, todos os pacientes foram submetidos a dosagem de tiamina sérica, eritrocitária e urinaria, assim como as medidas antropométricas e laboratoriais de rotina. Os pacientes foram subdivididos em dois grupos (Grupo Tiamina, n=10 e Grupo Controle, n=10), respeitando a seqüência de admissão no CTI, sendo administrado, no Grupo Tiamina, 100 mg/dia de tiamina endovenosa por um período de 7 dias. No 11° dia apos o TCE, foram repetidas as dosagens séricas e urinarias de tiamina em ambos os grupos. Foi realizado analise estatística com os dados obtidos no inicio e ao termino do estudo dentro de cada grupo de estudo (analise comparativa para amostras dependentes), assim como entre dados dos pacientes que receberam ou não suplementação de tiamina (analise comparativa para amostras independentes). Resultados: N30 houve diferença entre os grupos quanto a gravidade do trauma,quanto aos parâmetros antropométricos e quanto a oferta nutricional (por via enteral) durante o estudo. Da mesma forma, os dados laboratoriais para caracterização clinica e nutricional foram semelhantes entre os voluntários dos Grupos Tiamina e Controle. Ao inicio do experimento não houve diferença entre os grupos em nenhuma forma de tiamina avaliada. Apos os 7 dias de evolução, os indivíduos do Grupo Controle apresentaram maior excreção urinaria de monofosfato de tiamina e tiamina livre, alem de menores valores de difosfato de tiamina em eritrócito. Nos indivíduos que receberam suplementação de tiamina, a oferta venosa da vitamina resultou em aumento dos níveis de difosfato de tiamina eritrocitário e de tiamina livre no plasma, alem da maior excreção renal da tiamina livre. Comparados com os controles, ao final do período de estudo, os indivíduos que receberam a suplementação apresentaram maiores níveis eritrocitários (difosfato de tiamina) e plasmáticos (tiamina livre) das derivações da tiamina e maior excreção urinaria da houve perda urinaria de formas metabólicas de tiamina, o que resultou em queda dos níveis corporais, provavelmente desencadeada pelo estresse metabólico. A suplementação da vitamina foi suficiente pare aumentar seus níveis séricos, mas determinou aumento de sua perda urinaria
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REZENDE, Ronycley Rocha; CUNHA, Selma Freire de Carvalho da. Determinação de tiamina eritrocitária, plasmática e urinária em pacientes com trauma cranioencefálico grave: efeitos da suplementação venosa de tiamina. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Rezende, R. R., & Cunha, S. F. de C. da. (2010). Determinação de tiamina eritrocitária, plasmática e urinária em pacientes com trauma cranioencefálico grave: efeitos da suplementação venosa de tiamina. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Rezende RR, Cunha SF de C da. Determinação de tiamina eritrocitária, plasmática e urinária em pacientes com trauma cranioencefálico grave: efeitos da suplementação venosa de tiamina. 2010 ;
    • Vancouver

      Rezende RR, Cunha SF de C da. Determinação de tiamina eritrocitária, plasmática e urinária em pacientes com trauma cranioencefálico grave: efeitos da suplementação venosa de tiamina. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021