Exportar registro bibliográfico

Hidrocefalia experimental e neuroproteçao: efeitos do cetoprofeno na hidrocefalia induzida pelo caulim em ratos lactentes (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: MEIRA, KARINNA VERISSIMO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: DOENÇAS CEREBRAIS (EXPERIMENTAÇÃO); FISIOPATOLOGIA; FÁRMACOS (SISTEMA NERVOSO CENTRAL) (PROTEÇÃO); IMUNOHISTOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A hidrocefalia e uma síndrome complexa, caracterizada pelo acumulo de liquido cerebrospinal no interior dos ventrículos cerebrais. Considerando que a fisiopatologia da hidrocefalia e multifatorial e um dos mecanismos envolvidos na lesão ao tecido nervoso e a isquemia, e ainda que o cetoprofeno demonstrou possuir um efeito neuroprotetor no infarto cerebral, este trabalho visa estudar o possível efeito neuroprotetor do cetoprofeno na hidrocefalia experimental. Foram utilizados 56 ratos da linhagem Wistar, com 7 dias de idade, os filhotes foram submetidos a indução da hidrocefalia pelo método da injeção intracistemal de caulim a 20%. Cetoprofeno foi administrado intraperitonialmente por 3 ou 14 dias consecutivos a partir da indução da Hidrocefalia. Aferição do peso corporal diário e testes comportamentais foram realizados. Sete, 14 ou 21 dias apos a indução da Hidrocefalia os animal foram sacrificados, através de perfusão transcardiaca com solução salina sobre anestesia profunda e seus encéfalos foram removidos, fixado com paraformaldeido 3% em tampão fosfato 0,1M e processados para inclusão em parafina. Preparações histológicas foram entao realizadas para a analise por coloração hematoxilina eosina, solocromo-cianina e imunoistoquímica para o GFAP. As diferentes metodologia de avaliações demonstraram que os animais hidrocefálicos apresentavam um redução do ganho ponderal do primeiro ao décimo segundo dia apos a indução pelo caulim e este intervalo foi reduzido para cinco dias a partir do primeiro dia de indução somente nos grupo experimental que recebeu o tratamento por 14 dias com cetoprofeno. Nesse grupo a avaliação imunohistoquimica para GFAP, demonstrou ainda uma redução dos astrócitos reativos no corpo caloso, quando comparado com os hidrocefálicos não tratados. Apesar desses resultados positivos estudos adicionais são imperativos antes da sugestão do uso clinico deste antiinflamatório como adjuvanteno tratamento da Hidrocefalia
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.07.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MEIRA, Karinna Veríssimo; LOPES, Luiza da Silva. Hidrocefalia experimental e neuroproteçao: efeitos do cetoprofeno na hidrocefalia induzida pelo caulim em ratos lactentes. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Meira, K. V., & Lopes, L. da S. (2010). Hidrocefalia experimental e neuroproteçao: efeitos do cetoprofeno na hidrocefalia induzida pelo caulim em ratos lactentes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Meira KV, Lopes L da S. Hidrocefalia experimental e neuroproteçao: efeitos do cetoprofeno na hidrocefalia induzida pelo caulim em ratos lactentes. 2010 ;
    • Vancouver

      Meira KV, Lopes L da S. Hidrocefalia experimental e neuroproteçao: efeitos do cetoprofeno na hidrocefalia induzida pelo caulim em ratos lactentes. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021