Exportar registro bibliográfico

Caracterização das vias de morte celular induzida pela metilecgonidina, produto da pirólise da cocaína. (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CURI, RUI - ICB ; MARCOURAKIS, TANIA - FCF
  • Unidades: ICB; FCF
  • Subjects: FARMACOLOGIA; COCAÍNA; PIRÓLISE
  • Language: Inglês
  • Abstract: OBJETIVOS: O crack é a forma inalatória de administração da cocaína e seu aquecimento leva à formação de seu produto de pirólise, a metilecgonidina (AEME). Dados anteriores do nosso laboratório, utilizando cultura primária de neurônios hipocampais, mostraram que a AEME é mais neurotóxica que a própria cocaína, indicando que a AEME ativa mecanismos celulares que induzem a morte neuronal por apoptose. Estudos avaliando o sistema nervoso periférico mostraram que a AEME tem uma possível ação muscarínica, porém, nada se sabe a respeito de sua ação no sistema nervoso central. Assim, este trabalho tem como objetivo estudar os mecanismos envolvidos no processo de morte neuronal induzida pela AEME, avaliando uma possível ação colinérgica muscarínica, a atividade da enzima lactato desidrogenase (LDH) e da caspase-3. MÉTODO E RESULTADOS: Ratas prenhas de 18/19 dias de gestação foram submetidas à cirurgia cesariana para a retirada do hipocampo dos fetos. As células hipocampais foram obtidas a partir de dissociação com tripsina, e foram mantidas em cultura (meio Neurobasal + B27) por 7 dias, em estufa a 37°C e 5% CO2. As células foram incubadas por 24 horas com AEME (1µM a 1mM) e/ou com atropina (1µM e 50µM). O teste MTT foi utilizado para avaliação da morte celular induzida pela AEME, assim como para verificar a participação do sistema colinérgico muscarínico durante o processo de morte celular induzida pela AEME.A atividade da enzima lactado desidrogenase (LDH) foi avaliada como um indicador de morte celular por necrose. Para determinar a atividade da caspase-3 foi utilizado o KIT #1 (EnzChek caspase-3 assay kit #1, Molecular Probe) e, neste caso, as células foram incubadas com AEME por 3 horas. Após incubação com a AEME (1mM), houve morte neuronal de aproximadamente 40% das células e não houve alteração na atividade da enzima LDH, sugerindo que a substância induz morte celular por apoptose. A atropina (1µM) reverteu completamente a morte celular induzida pela AEME (1mM), apresentando viabilidade celular similar ao encontrado no controle. Contudo, no tratamento com atropina 50µM, a AEME continuou apresentando uma certa toxicidade para estas células, uma vez que ainda houve uma diferença de 10% na morte celular em relação ao controle. Houve aumento significativo da atividade da caspase-3 após a incubação com a AEME (1mM). Os resultados foram comparados por análise de variância (ANOVA), com pos teste de Student-Newman-Keuls, sendo considerada a relação significativa com p≤0,05. CONCLUSÃO: A partir dos dados expostos, pode-se sugerir que a morte celular causada pela AEME é, pelo menos em parte, mediada pelos receptores colinérgicos muscarínicos. O aumento da atividade da caspase-3 reforça nossos resultados anteriores de que a AEME leva à morte celular por apoptose.
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference title: Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DATI, L. M. M.; GARCIA, R. C. T.; TORRES, L. H. L.; et al. Caracterização das vias de morte celular induzida pela metilecgonidina, produto da pirólise da cocaína. Anais.. São Paulo: FeSBE, 2010.
    • APA

      Dati, L. M. M., Garcia, R. C. T., Torres, L. H. L., Sandoval, M. R. L., Afeche, S. C., Abdalla, F. M. F., et al. (2010). Caracterização das vias de morte celular induzida pela metilecgonidina, produto da pirólise da cocaína. In Resumos. São Paulo: FeSBE.
    • NLM

      Dati LMM, Garcia RCT, Torres LHL, Sandoval MRL, Afeche SC, Abdalla FMF, Curi R, Marcourakis T. Caracterização das vias de morte celular induzida pela metilecgonidina, produto da pirólise da cocaína. Resumos. 2010 ;
    • Vancouver

      Dati LMM, Garcia RCT, Torres LHL, Sandoval MRL, Afeche SC, Abdalla FMF, Curi R, Marcourakis T. Caracterização das vias de morte celular induzida pela metilecgonidina, produto da pirólise da cocaína. Resumos. 2010 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020