Exportar registro bibliográfico

Ferramentas auxiliares na identificação de abelhas Meliponini, com ênfase no gênero Schwarziana (Lepeletier, 1836) (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, RAPHAEL ANTONIO DE OLIVEIRA - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ABELHAS; APIDAE (IDENTIFICAÇÃO); MORFOMETRIA; GENÉTICA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: As abelhas sem ferrão estão entre os animais mais importantes para o equilíbrio do meio ambiente, isso devido a fatores como sua enorme diversidade e principalmente por serem importantes polinizadores tanto de ecossistemas naturais como de agroecossistemas. A necessidade de identificação por especialistas dos animais amostrados é fundamental para diversas áreas de estudos em biologia. Desta forma, neste trabalho foram feitas análises interespecíficas e intrapopulacionais em abelhas do gênero Schwarziana (Meliponini), a fim de avaliar a utilização da técnica de morfometria geométrica como ferramenta de identificações baseadas apenas nos padrões de venação das asas desses insetos. Não obstante, foram realizadas também análises de sequenciamento de dois genes do DNA mitocondrial, o COI e o 16S. O gênero estudado possui duas espécies válidas, S. quadripunctata e S. mourei. Nas análises morfométricas, os testes de validação cruzada por indivíduos identificaram de forma carreta 70% das amostras de ambas espécies de um total de 10 localidades diferentes. Esta acurácia aumenta ainda mais à medida que novos grupos são formados, alcançando próximo de 85% quando estas são separadas por regiões. Em todos os ensaios realizados com a morfometria geométrica (deformações parciais e coordenadas alinhadas) a Análise de Discriminantes interespecífica apontou uma taxa de 100% de identificação correta (S. mourei em relação às populações de S. quadripunctata) e nos ensaios feitos com as médias de cada colônia esta taxa já foi atingida na análise em nível intrapopulacional. Os testes feitos com as deformações parciais mostraram-se mais eficazes em relação às coordenadas alinhadas, já que nestes últimos a tolerância mínima para a separação dos grupos não foi atingida em alguns ensaios. As análises moleculares apontaram 53 sítios polimórficos para o gene COI, com umíndice de diversidade nucleotídica de 0,02180 e de diversidade haplotípica de 0,8854, separando as amostras em 9 haplótipos, porém a rede de haplótipos não foi suficientemente conclusiva. A diferenciação genética total medida pelo parâmetro Fst somente para as populações de S. quadripunctata foi significativo para os dois genes (0.9453, P<0,05 para o COI; 0.8736, P<0,05 para o 16S). Para o gene 16S foram encontrados 14 sítios polimórficos e um índice de diversidade nucleotídica de 0,00649 e de diversidade haplotípica de 0,8419, com 7 haplótipos gerados. Para ambos os genes os testes AMOVA mostraram uma maior variação entre as populações dos estados, mostrando que estas populações estão estruturadas. Os testes de correlação de Mantel correlacionaram positivamente os dados morfométricos, geográficos e moleculares. Esses resultados, aliados a diferenciação intrapopulacional das análises morfométricas, indicam que o gênero provavelmente tem uma capacidade de migração limitada, fazendo com que as populações dos estados permaneçam isoladas pela distância geográfica. Portanto, as duas metodologias aplicadas em nossa pesquisa foram eficientes na diferenciação das populações amestradas, além de indicarem estruturação destas populações. Ao unirmos a ferramenta morfométrica a molecular, combinamos a simplicidade, a rapidez e o baixo custo da morfometria geométrica com a capacidade sempre inovadora de estudos moleculares, obtendo desta forma ferramentas eficazes para identificarmos a biodiversidade em Meliponini
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.08.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Raphael Antonio de Oliveira; FONSECA, Vera Lúcia Imperatriz. Ferramentas auxiliares na identificação de abelhas Meliponini, com ênfase no gênero Schwarziana (Lepeletier, 1836). 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59131/tde-27072010-110721/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Silva, R. A. de O., & Fonseca, V. L. I. (2010). Ferramentas auxiliares na identificação de abelhas Meliponini, com ênfase no gênero Schwarziana (Lepeletier, 1836). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59131/tde-27072010-110721/?&lang=pt-br
    • NLM

      Silva RA de O, Fonseca VLI. Ferramentas auxiliares na identificação de abelhas Meliponini, com ênfase no gênero Schwarziana (Lepeletier, 1836) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59131/tde-27072010-110721/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Silva RA de O, Fonseca VLI. Ferramentas auxiliares na identificação de abelhas Meliponini, com ênfase no gênero Schwarziana (Lepeletier, 1836) [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59131/tde-27072010-110721/?&lang=pt-br


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020