Exportar registro bibliográfico

Estudo dos mecanismos de detoxificação e tolerância aos metais cromo e cobre em Pseudokirchneriella subcapitata e Pistia stratiotes e o uso das macrófitas Typha sp e Phragmites sp na remoção de nutrientes em wetlands construídos (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: LIMA, PATRÍCIA CARLA GILONI DE - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: ESTRESSE OXIDATIVO; FLUORESCÊNCIA; SUPERÓXIDO DISMUTASE; ÁGUAS RESIDUÁRIAS
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa teve por objetivos principais: (1) estudar a bioacumulação do metal cromo (40-50 'mü'g/L) na Clorophyceae Pseudokirchneriella subcapitata (Korshikov) Hindak 1990 e dos metais cobre (2-10 'mü'g/L) e cromo (1-6 mg/L) na macrófita Pistia stratiotes L.; (2) avaliar os mecanismos de detoxificação, as estratégias de defesa e tolerância de Pistia stratiotes L., visando recomendar seu uso na fitorremediação; ambos através do uso do Delineamento Composto Central (DCC) e Metodologia de Superficie de Resposta (MSR), e (3) estudar a dinâmica de remoção de nutrientes em wetlands construídos, plantados e não plantados com as macrófitas Typha sp. e Phragmites sp., submetidos a diferentes regimes de fluxo e condições hidráulicas de operação. A bioacumulação de cromo em P. subcapitata e sua relação com o biovolume demonstraram uma possível estratégia de detoxificação. P. stratiotes desenvolve uma bioacumulação mais intensa nas raízes, resultados que são confirmados pela peroxidação de lipídios e a indução do estresse oxidativo causado pelo cromo. As enzimas catalase e glutationa redutase, induzidas pelo cobre em P. stratiotes, também apresentaram atividade mais intensa nas raízes. O teor de clorofila, em geral apresentou aumento nos tempos iniciais e decresceu no decorrer do tempo, em concentrações mais elevadas de cromo e cobre. Na análise da emissão de fluorescência da clorofila, o rendimento fotossintético e o índice de vitalidade foram os parâmetros mais sensíveis ao estresse causado por cromo em P. stratiotes. Os resultados obtidos na pesquisa com o DCC e a MSR permitem recomendar seu uso na ecotoxicologia aquática, pois podem gerar modelos preditivos de toxicidade; ampliar a compreensão dos mecanismos de detoxicaçao; reduzir o número de experimentos sem perder a confiabilidade dos dados e reduzir a geração de resíduos. Nos estudosrealizados com os wetlands construídos, os parâmetros físico-químicos avaliados revelaram variação sazonal durante o período experimental (verão/2007, invemo/2008 e verão/2008). Typha sp. e Phragmites sp. estão entre as plantas mais comumente utilizadas nos wetlands construídos e sua presença amplia as condições de filtração do sistema, mas a eficiência da espécie na remoção dos nutrientes (amônia e fosfato) depende do regime de fluxo e das condições hidráulicas aplicadas. Os sistemas com fluxo subsuperficial com a superfície livre de água foram os wetlands que desempenharam melhor capacidade na remoção de nutrientes. Uma vez que a poluição dos corpos d'água tem sido um problema constante na atualidade, estudos como estes oferecem subsídios para propostas futuras de preservação e recuperação ambiental, além de ampliar os conhecimentos sobre as macrófitas e sua aplicação na descontaminação ambiental em corpos d'água e em sistemas de depuração de águas residuárias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.07.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Patrícia Carla Giloni de; ESPÍNDOLA, Evaldo Luiz Gaeta. Estudo dos mecanismos de detoxificação e tolerância aos metais cromo e cobre em Pseudokirchneriella subcapitata e Pistia stratiotes e o uso das macrófitas Typha sp e Phragmites sp na remoção de nutrientes em wetlands construídos. 2010.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01022011-142420/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Lima, P. C. G. de, & Espíndola, E. L. G. (2010). Estudo dos mecanismos de detoxificação e tolerância aos metais cromo e cobre em Pseudokirchneriella subcapitata e Pistia stratiotes e o uso das macrófitas Typha sp e Phragmites sp na remoção de nutrientes em wetlands construídos. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01022011-142420/?&lang=pt-br
    • NLM

      Lima PCG de, Espíndola ELG. Estudo dos mecanismos de detoxificação e tolerância aos metais cromo e cobre em Pseudokirchneriella subcapitata e Pistia stratiotes e o uso das macrófitas Typha sp e Phragmites sp na remoção de nutrientes em wetlands construídos [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01022011-142420/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Lima PCG de, Espíndola ELG. Estudo dos mecanismos de detoxificação e tolerância aos metais cromo e cobre em Pseudokirchneriella subcapitata e Pistia stratiotes e o uso das macrófitas Typha sp e Phragmites sp na remoção de nutrientes em wetlands construídos [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-01022011-142420/?&lang=pt-br

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021