Exportar registro bibliográfico

Influência de vias inibitórias e facilitatórias descendentes do núcleo pré-tectal anterior sobre a hiperalgesia mecânica ou térmica, primária e secundária, causadas por inflamação periférica (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVEIRA, JOÃO WALTER DE SOUZA DA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: INFLAMAÇÃO; NOCICEPTORES; DOR; FARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A informação nociceptiva é modulada na periferia, no como dorsal da medula espinal e em centros supraespinais. Diversos mecanismos estão envolvidos nesse processamento, incluindo inibição e facilitação exercidas por vias descendentes. Na vigência de processo inflamatório, núcleos supraespinais exibem plasticidade que geram mudanças dinâmicas na modulação descendente da nocicepção. Neste trabalho, utilizamos testes comportamentais e imunohistoquimica para avaliar a influência da ablação química ou ativação com glutamato (5 nmol ou 50 nmol) ou DAMGO (156 pmol ou 311 pmol) do núcleo pré-tectal anterior (NPtA) na instalação e desenvolvimento da hiperalgesia mecânica ou térmica, primária (medida na pata ipsilateral) e secundário (medida na pata contralateral e na cauda), até duas semanas após a injeção intraplantar (i.pl.) de formalina. Nossos resultados comportamentais apontam que o NPtA exerce efeito antinociceptivo semelhante sobre as hiperalgesia primárias e Fecundarias, porém as vias descendentes responsáveis por tais efeitos agem de forma diferente sobre a atividade neuronal das laminas do como dorsal da medula espinal. As laminas contralaterais (que recebem as aferências da pata contralateral) foram sempre facilitados pelos tratamentos que foram efetivos mesmo quando o resultado final foi inibição da hiperalgesia secundário. Já a hiperalgesia primaria sofreu forte influencia inibitória descendente sobre a atividade neuronal das laminas do como dorsal ipsilateral que se correlacionou diretamente com os resultados comportamentos. Os resultados comportamentais também mostram que o NPtA parece exercer influencia semelhante sobre as hiperalgesias mecânica e térmica. Porém, a avaliação da atividade neuronal das laminas do corno dorsal mostra que no inicio do processo inflamatório vias descendentes do NPtA inibem as laminas profundas ipsilaterais em resposta a estimulação mecânica e, quando háestimulação térmica a inibição se dá nas laminas ipsilaterais superficiais. Efeito oposto é observado com a microinjeção de 311 pmol de DAMGO no NPtA imediatamente após a injeção de formalina na pata, onde observa-se inibição das laminas superficiais ipsilaterais em resposta a estimulação mecânica e inibição mais discreta das laminas profundas ipsilaterais em resposta a estimulação térmica. A atividade neuronal da lamina V do corno dorsal ipsilateral mostra forte correlação com a hiperalgesia primária mecânica e térmica desencadeada pela injeção de formalina na pata. Por outro lado, a hiperalgesia mecânica secundária observada na pata contralateral imediatamente após formalina i.pl. não encontrou correlação com a atividade neuronal do como dorsal contralateral. Circuitos glutamatérgicos mais sensíveis presentes no NPtA e ativados por baixas doses de glutamato, desencadeiam facilitação descendente que aparece somente em condições fisiológicas, cuja função fisiopatológica precisa ser melhor estudada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.07.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVEIRA, João Walter de Souza da; PRADO, Wiliam Alves do. Influência de vias inibitórias e facilitatórias descendentes do núcleo pré-tectal anterior sobre a hiperalgesia mecânica ou térmica, primária e secundária, causadas por inflamação periférica. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Silveira, J. W. de S. da, & Prado, W. A. do. (2010). Influência de vias inibitórias e facilitatórias descendentes do núcleo pré-tectal anterior sobre a hiperalgesia mecânica ou térmica, primária e secundária, causadas por inflamação periférica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Silveira JW de S da, Prado WA do. Influência de vias inibitórias e facilitatórias descendentes do núcleo pré-tectal anterior sobre a hiperalgesia mecânica ou térmica, primária e secundária, causadas por inflamação periférica. 2010 ;
    • Vancouver

      Silveira JW de S da, Prado WA do. Influência de vias inibitórias e facilitatórias descendentes do núcleo pré-tectal anterior sobre a hiperalgesia mecânica ou térmica, primária e secundária, causadas por inflamação periférica. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021