Exportar registro bibliográfico

Influência da estimulação elétrica de alta voltagem na regeneração dos nervos ciáticos de ratos - estudo através do IFC (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: LEONI, ANITA SOFIA LEITE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: NERVOS PERIFÉRICOS (LESÕES); ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA; MEDULA ESPINHAL
  • Language: Português
  • Abstract: Reproduzir experimentalmente as lesões nervosas periféricas é uma ferramenta importante para encontrar as melhores intervenções para sua regeneração. A estimulação elétrica de alta voltagem (EEAV) é empregada em várias pesquisas, com diversos fins, porém, na regeneração nervosa periférica ainda não se sabe qual o seu papel. O objetivo do presente estudo foi analisar a eficiência do tratamento com a estimulação elétrica de alta voltagem (EEAV) em 3 diferentes locais, sendo aplicada precocemente na regeneração do nervo ciático de ratos, submetido à lesão por esmagamento. Para avaliar a recuperação funcional do nervo ciático, utilizamos o índice funcional do ciático (IFC), por ser uma avaliação confiável e que tem relação direta com a morfologia. Para produzir a lesão por esmagamento, utilizamos um dispositivo de peso morto com carga de 5kg durante 10 minutos, que produziu uma lesão nervosa grave. Em seguida, os animais foram submetidos à EEAV catódica nos parâmetros: frequência de 50Hz, 100V de tensão, 20 minutos diários, 5 dias por semana, durante 3 semanas, a partir do 1° dia pós-operatório. Os grupos fora assim divididos: grupo 1 (lesão sem estimulação); grupo 2 (lesão + estimulação na região as medula e do ganglio da raiz do ciático e na região da tombar contralateral); grupo 3 (lesão + estimulação na região da medula e do gânglio da raiz do ciático e no músculo gastrocnêmio); grupo 4 (lesão + estimulação no gastrocnêmio e na coxa contralateral); grupo 5 (lesão + estimulação simulada). O IFC foi avaliado semanalmente durante 7 semanas, partindo do pré-operatório até a 6^a semana pósoperatória. Os resultados mostraram desempenho significativamente superior do grupo 2 em relação ao grupo 1 nas 3 primeiras semanas, enquanto que o grupo 3 teve desempenho significativo na ‘3 POT. A’ semana e o grupo 4 teve desempenho significativamentenegativo na ‘4 POT. A’ e ‘6 POT. A’ semanas. O grupo 5 teve desempenho semelhante ao grupo 1. Então, podemos concluir que a EEAV aplicada precocemente, foi positiva no tratamento da região da medula e gânglio da raiz nervosa do ciático com o eletrodo dispersivo na região tombar contralateral ou no músculo gastrocnêmio. Porém, proporcionou efeitos negativos no tratamento com eletrodo ativo no músculo gastrocnêmio e dispersivo na coxa contralateral
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.04.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEONI, Anita Sofia Leite; MAZZER, Nilton. Influência da estimulação elétrica de alta voltagem na regeneração dos nervos ciáticos de ratos - estudo através do IFC. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Leoni, A. S. L., & Mazzer, N. (2010). Influência da estimulação elétrica de alta voltagem na regeneração dos nervos ciáticos de ratos - estudo através do IFC. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Leoni ASL, Mazzer N. Influência da estimulação elétrica de alta voltagem na regeneração dos nervos ciáticos de ratos - estudo através do IFC. 2010 ;
    • Vancouver

      Leoni ASL, Mazzer N. Influência da estimulação elétrica de alta voltagem na regeneração dos nervos ciáticos de ratos - estudo através do IFC. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021