Exportar registro bibliográfico

Análise da rugosidade superficial de diferentes marcas comerciais de resina acrílica para coroas provisórias (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: NISHIDA, CINTIA LUMI - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Subjects: RESINAS ACRÍLICAS; COROAS DENTÁRIAS; RUGOSIDADE SUPERFICIAL; POLIMENTO DENTÁRIO
  • Language: Português
  • Abstract: As coroas provisórias apresentam algumas características que podem comprometer a estética e facilitar aderência de microorganismos e formação de placa. Estudos prévios demonstraram que a forma de processamento influi na rugosidade e porosidade de uma marca comercial de resina acrílica comumente utilizada para a confecção de provisórias. Como diferentes marcas comerciais apresentam diferenças de qualidade, o presente estudo teve como objetivo principal avaliar a rugosidade superficial de quatro marcas comerciais de resina acrílica utilizadas na confecção de coroas provisórias (Dencor, Vipi, Duralay e Alike) de acordo com quatro técnicas de manipulação, diretas e indiretas. Os processamentos avaliados foram: GRUPO I autopolimerização sob pressão em matriz de silicona; GRUPO II - autopolimerização térmica em mufla; GRUPO III autopolimerização utilizando a técnica do pincel; GRUPO IV autopolimerização pela mistura em pote dappen. Para cada tipo de processamento foram confeccionados 12 corpos-deprova de cada material, totalizando 48 corpos-de-prova para cada grupo e 192 espécimes ao total. Logo após a confecção dos espécimes foi realizado o teste de rugosidade de superfície (Ra) através de um rugosímetro/perfilômetro. Posteriormente, a superfície dos mesmos foi uniformizada e polida com a utilização de politriz, realizando-se novamente os mesmos testes de rugosidade. Antes do acabamento e polimento de superfície, os resultados encontrados apontaram a maior rugosidade para resina Vipi (4,074 ± 0,541) e técnica da mistura em dappen gupo IV (3,538 ± 0,509), enquanto que a menor rugosidade foi encontrada para resina Alike (2,671 ± 0,512) e técnica da prensagem em mufla grupo II (2,733 ± 0,470).Após acabamento e polimento, a maior rugosidade foi encontrada para resina Vipi (0,207 ± 0,032) e técnica da pressão grupo I (0,172 ± 0,037), enquanto que a menor rugosidade para resina Alike (0,113 ± 0,036) e técnica da prensagem em mufla grupo II (0,138 ± 0,027). Com os resultados obtidos, foi possível concluir que a melhor combinação para confecção de coroas provisórias em resina acrílica foi a técnica da prensagem em mufla associada à resina Alike.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.06.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NISHIDA, Cíntia Lumi; RUBO, José Henrique. Análise da rugosidade superficial de diferentes marcas comerciais de resina acrílica para coroas provisórias. 2010.Universidade de São Paulo, Bauru, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-17082010-154424/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Nishida, C. L., & Rubo, J. H. (2010). Análise da rugosidade superficial de diferentes marcas comerciais de resina acrílica para coroas provisórias. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-17082010-154424/?&lang=pt-br
    • NLM

      Nishida CL, Rubo JH. Análise da rugosidade superficial de diferentes marcas comerciais de resina acrílica para coroas provisórias [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-17082010-154424/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Nishida CL, Rubo JH. Análise da rugosidade superficial de diferentes marcas comerciais de resina acrílica para coroas provisórias [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25135/tde-17082010-154424/?&lang=pt-br

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021