Exportar registro bibliográfico

A dimensão axiologica do perfil conceitual (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: DALRI, JACKELINI - ENSCIENC
  • Unidade: ENSCIENC
  • Subjects: FÍSICA (ESTUDO E ENSINO); EPISTEMOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A visão que temos das coisas do mundo estão imersas num caldo cultural e isto a faz, ao mesmo tempo, singular e coletiva. São os sentidos/valores atribuídos às coisas que vão constituir a nossa relação com o mundo e nos mobilizar/motivar a escolher determinadas coisas e a realizar determinadas atividades em detrimento de outras. É assim que a nossa relação com o saber se constitui e é isso que nos faz gostar ou não de Física ou nos faz entrar em determinadas formas de relação com o saber de acordo com os contextos vivenciados. Chamamos esses sentidos de perfis conceituais, que, para nós possuem, além das dimensões epistemológica e ontológica (MORTIMER, 1995; 2000), uma dimensão axiológica. Aqui propomos um modelo de perfil conceitual com três dimensões, incluindo a dimensão axiológica – inovadora em relação à proposta original deste modelo –, que está ligada aos valores e fins que os objetos tomam para o sujeito em suas representações. Esta proposta teve o intuito de incluir na análise do processo de ensino-aprendizagem os afetos ou emoções, manifestações inerentes ao ser humano, que acreditamos ser constitutivas do processo de representação simbólica de cada sujeito. Essas manifestações afetivas/emocionais vinham sendo desprezadas ou relegadas a um patamar de menor importância em relação aos aspectos cognitivos nos modelos explicativos mais usados nas pesquisas sobre o ensino-aprendizagem na área de Ciências. Partindo do pressuposto da interconstituição entre razão-emoção/afetocognição, tecemos esta malha teórica que dá às manifestações afetivas/emocionais um lugar tão importante quanto ao atribuído à cognição/razão no processo de representação das coisas do mundo. Essa inclusão de uma dimensão axiológica ao perfil conceitual só se tornou possível dentro de uma abordagem sócio-histórico-cultural do processo de ensino-aprendizagem,que privilegia a interação dialógica e constituição dialética do sujeito com o mundo e atribui à linguagem uma função especial no processo de desenvolvimento psicológico. Utilizar a atividade como unidade de análise das relações sujeito-mundo e a palavra como unidade de análise interpsicológica possibilitou relacionar os diferentes níveis genéticos de desenvolvimento (Vigotski, 2001; 2004a) e também a relação interconstitutiva razão-emoção nesses níveis. Essa perspectiva complexista e dinâmica da representação das coisas abarca fenômenos antes estudados desvinculados ou desprezados da aprendizagem de conceitos científicos. Assim a 6 motivação toma dimensões que exigem a observância das preferências pessoais por determinados conteúdos do conhecimento, o engajamento produtivo e a consequente permanência em atividades em sala de aula, etc. Neste sentido, as reflexões e construções teóricas aqui apresentadas, apesar de incipientes, possuem grandes potencialidades de pesquisa dos fenômenos mencionados e de outras questões que se apresentem vitais aos pesquisadores na área de ensino-aprendizagem de Ciências
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.05.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DALRI, Jackeline; MATTOS, Cristiano Rodrigues de. A dimensão axiologica do perfil conceitual. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.
    • APA

      Dalri, J., & Mattos, C. R. de. (2010). A dimensão axiologica do perfil conceitual. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Dalri J, Mattos CR de. A dimensão axiologica do perfil conceitual. 2010 ;
    • Vancouver

      Dalri J, Mattos CR de. A dimensão axiologica do perfil conceitual. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021