Exportar registro bibliográfico

Contribuição ao estudo de diferenciação de castas em abelhas Apis mellifera: caracterização, expressão e localização de genes de morte celular programada nos ovaríolos larvais (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: DALLACQUA, RODRIGO PIRES - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ABELHAS; GENÉTICA DO DESENVOLVIMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: As diferenças de potencial reprodutivo entre as castas de abelhas Apis mellifera residem principalmente no dimorfismo acentuado dos ovários, determinado pela alimentação diferencial recebida durante o estágio larval. A quantidade e qualidade da dieta ingerida resultam em títulos distintos de hormônio juvenil e ecdisteróides na hemolinfa que por sua vez estão envolvidos na diferenciação casta-específica dos ovários. Como parte deste processo, os primórdios das unidades estruturais dos ovários, os ovaríolos, são preservados nas larvas destinadas a se desenvolverem como rainhas, enquanto a grande maioria deles degenera nas larvas de operárias via morte celular programada. O objetivo geral do presente trabalho consistiu na identificação, caracterização e estudos de expressão de genes potencialmente envolvidos na morte celular e conseqüente diferenciação casta-específica de ovários de abelhas A. mellifera. Análises comparativas in silico utilizando genes de morte celular programada de Drosophila melanogaster permitiram a identificação de 17 ortólogos putativos no genoma de A. mellifera. A função destes genes foi tentativamente relacionada à inibição (ambruce, ambuffy, ameip, amiap1, amiap2, amiap3, amiap4, amtif1, amtif2 e amtif3), ativação (amark) ou execução da morte celular mediada por caspases (amcas1, amcas2, amcas3, amcas4) e enzimas lisossomais (amliz, amcathD). Também foi verificado que diferentemente de outros insetos, A. mellifera possui somente quatro genes codificadores de caspases e, aparentemente, não apresenta seqüências de ativadores de apoptose da família RHG. A organização estrutural das proteínas preditas destes genes confirmou a presença de domínios conservados de morte celular programada, previamente caracterizados em outros organismos-modelo. Transcritos de dez dos dezessete genes identificados foram detectados nos ovários de rainhas e operáriasdurante o 4° e 5° ínstares larvais, quando a diferenciação casta-específica destes órgãos é mais evidente. Dentre este dez genes, seis (amark, ambruce, ambuffy, amliz, amcas2 e amcas3) mostraram diferenças nos níveis de transcritos entre os ovários larvais de rainhas e operárias. Foram também constatadas diferenças temporais nas quantidades relativas de transcritos de cinco destes genes (amark, ambruce, ambuffy, amliz e amcas2) em ovários de rainhas e de três deles (ambruce, ambuffy e amcas2) em ovários de operárias. A possível participação dos genes amark e ambuffy no processo de diferenciação casta-específica dos ovários foi reforçada pela correlação de sua expressão com a alimentação recebida pelas larvas, assim como pela distribuição espacial de seus transcritos nos ovaríolos, conforme caracterização por hibridização in situ. Experimentas de manipulação hormonal in vivo mostraram que o hormônio ecdisteróide 20-hidroxiecdisona (20E) induz a expressão de amark, ambruce e amcas2 nos ovários de pupas de rainhas. Porém, não houve alteração dos níveis de transcritos nestes órgãos nas larvas e pupas de operárias em resposta ao tratamento com 20E ou com hormônio juvenil (HJ). Resultados ainda incipientes da análise funcional do gene amark, utilizando interferência com RNA de fita dupla, não descartam sua participação na ativação de morte celular nos ovários das operárias. Em conjunto, estes dados contribuem para o conhecimento do processo de morte celular programada associada à diferenciação dos ovários das castas de abelhas A. mellifera
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.04.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DALLACQUA, Rodrigo Pires; BITONDI, Márcia Maria Gentile. Contribuição ao estudo de diferenciação de castas em abelhas Apis mellifera: caracterização, expressão e localização de genes de morte celular programada nos ovaríolos larvais. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Dallacqua, R. P., & Bitondi, M. M. G. (2010). Contribuição ao estudo de diferenciação de castas em abelhas Apis mellifera: caracterização, expressão e localização de genes de morte celular programada nos ovaríolos larvais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Dallacqua RP, Bitondi MMG. Contribuição ao estudo de diferenciação de castas em abelhas Apis mellifera: caracterização, expressão e localização de genes de morte celular programada nos ovaríolos larvais. 2010 ;
    • Vancouver

      Dallacqua RP, Bitondi MMG. Contribuição ao estudo de diferenciação de castas em abelhas Apis mellifera: caracterização, expressão e localização de genes de morte celular programada nos ovaríolos larvais. 2010 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021