Exportar registro bibliográfico

Odontologia defensiva e prática clínica de baixo risco (2010)

  • Authors:
  • USP affiliated author: ONESTI, ADRIANA - FO
  • School: FO
  • Sigla do Departamento: ODS
  • Subjects: CONDUTA NA PRÁTICA DOS CIRURGIÕES-DENTISTAS; RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL; ÉTICA PROFISSIONAL (ODONTOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve por objetivo examinar a atitude de alunos de graduação diante de problemas práticos onde para sua resolução poderiam escolher entre métodos defensivos ou métodos não defensivos, assim como da visão destes com relação ao cenário litigioso atual da Odontologia, com a finalidade de elaborar um manual de conduta direcionado ao aluno de graduação em Odontologia, assim como, ao profissional já habilitado que deseje reciclar seus conhecimentos. Aplicou-se junto aos 410 alunos de graduação em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo no ano de 2008 um questionário contendo 9 perguntas e 9 problemas práticos com respostas estruturadas, sendo estas tabuladas e expressas através de percentual simples. Verificou-se que 62% dos alunos do primeiro semestre (n= 102) afirmaram ter receio de sofrer um processo quando formados; este percentual aumenta para 85% quando a pergunta envolve alunos do último semestre (n= 81), totalizando um percentual de 71% (n= 183). Dentre os entrevistados, 21% assinalaram já terem sofrido algum tipo de constrangimento durante o atendimento; 30% admitiram não ter obtido êxito em um tratamento empreendido sendo que 77% apontam a conduta do paciente como elemento responsável pela não obtenção; 55% afirmaram preencher todas as fichas clínicas; 97% afirmaram que o preenchimento do prontuário do paciente é fundamental para evitar problemas futuros como processos judiciais; e, caso desejassem interromper um tratamento,14% faria com que o paciente desistisse de ser atendido através do uso de práticas antiéticas. Concluímos que, apesar de os alunos terem conhecimentos da legislação que norteia a profissão odontológica, estes ainda apresentam lacunas neste conhecimento e dificuldades em aplicar o aprendido na Faculdade às situações práticas, que podem dar ensejo a processos de responsabilidade civil, sendo certo que muitos, inadvertidamente, já possuem uma postura defensiva com relação à profissão, o que certamente afetará, em relação à cura de seus pacientes, seu desempenho, tornando-o consideravelmente inferior ao desejável, sendo este certamente um problema de saúde pública. Desta maneira, foi elaborado um manual de conduta profissional, que satisfaz as necessidades reais dos graduandos em Odontologia e até mesmo dos profissionais já graduados que desejem se reciclar, assinalando mecanismos que diminuam e evitem processos judiciais, mas sempre respeitando os direitos do paciente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2010
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ONESTI, Adriana; MELANI, Rodolfo Francisco Haltenhoff. Odontologia defensiva e prática clínica de baixo risco. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23148/tde-03072010-100047/ >.
    • APA

      Onesti, A., & Melani, R. F. H. (2010). Odontologia defensiva e prática clínica de baixo risco. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23148/tde-03072010-100047/
    • NLM

      Onesti A, Melani RFH. Odontologia defensiva e prática clínica de baixo risco [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23148/tde-03072010-100047/
    • Vancouver

      Onesti A, Melani RFH. Odontologia defensiva e prática clínica de baixo risco [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23148/tde-03072010-100047/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022