Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Distúrbio de voz relacionado ao trabalho docente: um estudo caso-controle (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: GIANNINI, SUSANA PIMENTEL PINTO - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813
  • Subjects: DISTÚRBIOS DA VOZ; SAÚDE OCUPACIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução Professores constituem categoria com grande ocorrência de distúrbios vocais pelo uso intenso da voz em ambiente desfavorável ao seu trabalho. Por depender essencialmente da voz para exercer a docência, tal alteração coloca em risco sua carreira. Objetivo Determinar a associação entre o distúrbio de voz e estresse no trabalho e perda da capacidade de trabalho entre professoras da rede municipal de São Paulo. Métodos Estudo caso-controle pareado por escola. Os casos (n=167) foram professores com alteração nas avaliações perceptivo-auditiva realizada por fonoaudiólogo e perceptivo-visual realizada por otorrinolaringologista. O grupo de controles (n=105) foram professores selecionados nas mesmas escolas dos participantes do grupo de casos, sem alteração nas avaliações. Todos responderam os questionários Condição de Produção Vocal-Professor (CPV-P), Índice de Desvantagem Vocal (IDV), Job Stress Scale (JSS) e Índice de Capacidade para o Trabalho (ICT). Foram utilizados teste dequiquadrado e modelos de regressão univariada e múltipla para estimar associação entre as variáveis independentes e o distúrbio de voz. Resultados A análise dos grupos de caso e controle revela que as amostras são comparáveis, sem diferença significativa nas variáveis sociodemográficas e de controle. Os grupos se diferenciam, conforme esperado, em relação aos sintomas vocais. A comparação do Índice de Desvantagem Vocal confirma a diferença, com maior média para o grupo caso.Na análise de associação do estresse no trabalho, 78,8 por cento do grupo controle concentram-se nos níveis mais baixos de demanda, enquanto 69,3 por cento do grupo caso situam-se nos níveis mais altos (p=0,019). Em relação ao controle do trabalho, a situação é inversa, ou seja, 63,1 por cento do grupo controle manifestam níveis mais altos de controle, enquanto 73,1 por cento do grupo caso encontram-se nas categorias (p<0,034). Na análise de associação da capacidade para o trabalho, verifica-se associação entre 9 baixa capacidade para o trabalho e distúrbio de voz (p<0,001), associação que se mantém na análise múltipla nas categorias baixa (OR=9,5, p=0,001) e moderada (OR=6,7, p<0,001) capacidade para o trabalho. Ao analisar as categorias de estresse com idade e acústica, permanecem associados ao distúrbio de voz a demanda a interação controle/demanda de alto desgaste (OR=2,2, p=0,020), faixa etária 50-65 anos (OR=2,9, p=0,012) e acústica insatisfatória (OR=2,6, p=0,003). Na análise das categorias idade, acústica e estresse com capacidade para o trabalho, observa-se que baixa (OR=12,2, p<0,001) e moderada (OR=7,7, p<0,001) capacidade para o trabalho, faixa etária 50-65 anos (OR=3,7, p=0,006) e acústica insatisfatória (OR=2,7, p=0,007) são fatores associados ao distúrbio de voz.Conclusão Há associação estatística entre distúrbio de voz e a categoria de alto desgaste da interação demanda/controle de estresse no trabalho, independente da idade e da presença de acústica insatisfatória na escola. As categorias baixa e moderada capacidade para o trabalho mostram-se associadas ao distúrbio de voz independente do estresse no trabalho, da idade e de acústica insatisfatória. A faixa etária 50-65 anos e acústica insatisfatória foram associadas ao distúrbio de voz independente do estresse e da capacidade para o trabalho.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.2010
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GIANNINI, Susana Pimentel Pinto; FERREIRA, Léslie Piccolotto; LATORRE, Maria do Rosario Dias de Oliveira. Distúrbio de voz relacionado ao trabalho docente: um estudo caso-controle. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813 > DOI: 10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813.
    • APA

      Giannini, S. P. P., Ferreira, L. P., & Latorre, M. do R. D. de O. (2010). Distúrbio de voz relacionado ao trabalho docente: um estudo caso-controle. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813
    • NLM

      Giannini SPP, Ferreira LP, Latorre M do RD de O. Distúrbio de voz relacionado ao trabalho docente: um estudo caso-controle [Internet]. 2010 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813
    • Vancouver

      Giannini SPP, Ferreira LP, Latorre M do RD de O. Distúrbio de voz relacionado ao trabalho docente: um estudo caso-controle [Internet]. 2010 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2010.tde-24052010-083813

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021