Exportar registro bibliográfico

O Papel da galectinas no comportamentofuncional dos mastócitos (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: TOSO, VANINA DANUZA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBP
  • Subjects: MASTÓCITOS; IMUNOLOGIA; BIOLOGIA CELULAR
  • Language: Português
  • Abstract: As galectinas têm um papel modulador em vários tipos celulares, regulando a adesão, migração, proliferação celular entre outros processos fisiológicos. Os mastócitos são células imunorreguladoras que participam dos mecanismos de defesa do organismo e são conhecidos por exercerem um papel fundamental na asma e em reações alérgicas, inflamatórias, bem como na eliminação de parasitas. A participação dos mastócitos nesses processos está relacionada com o seu recrutamento para diferentes tecidos, a sua migração, proliferação, adesão e liberação de seus mediadores químicos. O objetivo deste trabalho foi investigar o papel das galectinas-1 e 3 na fisiologia dos mastócitos, utilizando camundongos knockout para estas galectinas. Os resultados mostram que não existem diferenças no número de mastócitos no baço, pele e pulmão entre os camundongos knockout para galectina-1 (gal-1) e camundongos knockout para galectina-3 (gal-3) em comparação com camundongos selvagens. Entretanto, nossos resultados mostraram que após 3 e 4 semanas de cultivo o número de mastócitos derivados in vitro da medula óssea de camundongos gal-3 é bem menor quando comparado com camundongos gal-1 e selvagens. Os resultados também mostram que mastócitos derivados da medula óssea de camundongos gal-1 migram mais em relação aos mastócitos gal-3 e selvagens, na presença ou ausência dos fatores quimiotáticos IL-3 e SCF. Estes achados são confirmados pela presença de extensos lamelipódios e filopódiosnestes mastócitos. Os experimentas in vivo, porém, mostram um maior recrutamento de mastócitos para a pele de camundongos gal-3 em comparação com camundongos gal-1, após a injeção de IL-3. Por outro lado, a injeção de SCF induz um maior recrutamento para a pele de camundongos gal-1 em comparação com camundongos gal-1. A adesão de mastócitos derivados da medula óssea de camundongos ) Gal-1, camundongos gal-3 e selvagem aos diferentes componentes da matriz extracelular (fibronectina, laminina colágeno tipo I colágeno tipo IV) foi semelhante. Portanto, as galectinas-1 e -3 influenciam a migração de mastócitos in vitro e modulam o recrutamento de mastócitos in vivo, mas não alteram o processo de adesão destas células aos diferentes componentes da matriz extracelular
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.02.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TOSO, Vanina Danuza; JAMUR, Maria Célia. O Papel da galectinas no comportamentofuncional dos mastócitos. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Toso, V. D., & Jamur, M. C. (2010). O Papel da galectinas no comportamentofuncional dos mastócitos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Toso VD, Jamur MC. O Papel da galectinas no comportamentofuncional dos mastócitos. 2010 ;
    • Vancouver

      Toso VD, Jamur MC. O Papel da galectinas no comportamentofuncional dos mastócitos. 2010 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020