Exportar registro bibliográfico

Resposta molecular do endotélio pulmonar à exposição aguda de material particulado  fino (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: ALAMEDDINE, MIRNA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPT
  • Subjects: POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA; ENDOTÉLIO (TÉCNICAS MOLECULARES); PULMÃO (TÉCNICAS MOLECULARES); CORAÇÃO (TÉCNICAS MOLECULARES); BIOLOGIA MOLECULAR; MODELOS ANIMAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos epidemiológicos estabelecem uma associação evidente entre poluição do ar e o aumento de morbimortalidade cardiovascular e respiratória. No entanto, os mecanismos moleculares subjacentes aos efeitos do material particulado fino (MP2,5) sobre o organismo ainda estão pouco esclarecidos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o impacto da exposição ao MP2,5 sobre a biologia do endotélio pulmonar e do coração, através da avaliação do perfil de expressão gênica por microarray. Camundongos adultos fêmeas foram anestesiados e submetidos à instilação intratraqueal de MP2,5 (grupo exposto) ou veículo (grupo controle). Os animais foram sacrificados 12 a 18 horas após a instilação e pulmão, coração e sangue da veia cava inferior foram coletados. Os pulmões foram dissociados com colagenase tipo I e células endoteliais foram positivamente selecionadas por captura imuno-magnética através de micro-ímãs acoplados a anti-CD31. O cRNA derivado de endotélio pulmonar e de coração total foi hibridizado em membrana de microarray de baixa densidade desenhada para representar genes relevantes à biologia endotelial. Os genes encontrados diferencialmente expressos no pulmão foram Itgb1, Cxcl1, Tnf, Ecgf1 e Tnfaip3 (hiper-expressos em expostos a MP2,5) e Enpep, Pdgfra, Gzmb, Birc2, Npr1, Angpt1, Cxcl5 e Il7 (hipo-expressos). Não foi possível realizar análise de inferência estatística de membranas do coração neste trabalho. Não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos exposto e controle na contagem sangüínea de neutrófilos, linfócitos ou plaquetas, apesar dos dois grupos apresentarem plaquetose. Os achados indicam que MP2,5 altera a transcrição de genes envolvidos não só na inflamação e estresse oxidativo, mas também no tônus e remodelamento vascular, que podem ser os responsáveis pelos efeitos cardiovasculares agudos do MP2,5
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.03.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALAMEDDINE, Mirna; LIN, Chin Jia. Resposta molecular do endotélio pulmonar à exposição aguda de material particulado  fino. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-28042010-145508/ >.
    • APA

      Alameddine, M., & Lin, C. J. (2010). Resposta molecular do endotélio pulmonar à exposição aguda de material particulado  fino. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-28042010-145508/
    • NLM

      Alameddine M, Lin CJ. Resposta molecular do endotélio pulmonar à exposição aguda de material particulado  fino [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-28042010-145508/
    • Vancouver

      Alameddine M, Lin CJ. Resposta molecular do endotélio pulmonar à exposição aguda de material particulado  fino [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-28042010-145508/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021