Exportar registro bibliográfico

Diferentes alternativas no controle da diarréia pós-desmame em leitões (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: CANTELI, THAIS ROBERTA - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAZ
  • Subjects: MORFOLOGIA ANIMAL; INTESTINO DE ANIMAL; ENTEROPATIAS EM ANIMAL; ÁCIDOS CARBOXÍLICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Um experimento foi realizado com o objetivo de avaliar diferentes alternativas nutricionais no controle de diarréia de leitões. Foram utilizados 128 leitões de uma linhagem comercial, desmamados com idade média de 21 dias, sendo metade de cada sexo. Os leitões foram distribuídos em 32 baias, sendo cada unidade experimental composta por quatro leitões. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com os animais distribuídos em oito tratamentos e quatro repetições de quatro animais (dois machos e duas fêmeas). Tratamentos: T1 - alto calcário, sem óxido de zinco, sem ácido benzóico; T2 - alto calcário, com óxido zinco, sem ácido benzóico; T3 - baixo calcário, sem óxido de zinco, sem ácido benzóico; T4 - baixo calcário, com óxido zinco, sem ácido benzóico; T5 - alto calcário, sem óxido zinco, com ácido benzóico; T6 - alto calcário, com óxido de zinco, com ácido benzóico; T7 - baixo calcário, sem óxido de zinco, com ácido benzóico; T8 - baixo calcário, com óxido de zinco, com ácido benzóico. As dietas foram fornecidas em dois períodos: de 1 a 14 dias pós-desmame (Fase I) e de 15 a 28 dias pós-desmame (Fase II). A partir do 29º dia os animais receberam uma mesma dieta até os 70 dias de idade. As características zootécnicas avaliadas foram: o ganho de peso, o consumo de ração, índice de conversão alimentar e a incidência de diarréia. Além disso, foram avaliadas a altura das vilosidades do duodeno, a profundidade das criptas e a relação altura de vilosidades/profundidade de cripta. Ao final do experimento, foi coletada a tíbia para a avaliação da densidade óssea. O óxido de zinco diminuiu a incidência de diarréia e foi mais eficiente em melhorar o GPMD e o CRMD de 1 a 14 dias pós-desmame. O ácido benzóico associado ao baixo calcário melhorou o GPMD de 15 a 28 dias pós-desmame e teve efeito positivo na morfologia duodenal. A diminuição do nível de calcário nãoprejudicou a densidade mineral óssea dos animais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.02.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CANTELI, Thais Roberta; ARAÚJO, Lúcio Francelino. Diferentes alternativas no controle da diarréia pós-desmame em leitões. 2010.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-12042010-095211/ >.
    • APA

      Canteli, T. R., & Araújo, L. F. (2010). Diferentes alternativas no controle da diarréia pós-desmame em leitões. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-12042010-095211/
    • NLM

      Canteli TR, Araújo LF. Diferentes alternativas no controle da diarréia pós-desmame em leitões [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-12042010-095211/
    • Vancouver

      Canteli TR, Araújo LF. Diferentes alternativas no controle da diarréia pós-desmame em leitões [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-12042010-095211/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021