Exportar registro bibliográfico

Contribuição ao estudo da vegetação da porção leste da Ilha de Marajó (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: GAMBA, CARLOS TADEU DE CARVALHO - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: SENSORIAMENTO REMOTO; IMAGEAMENTO DE RADAR; CARTOGRAFIA; VEGETAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: A manutenção dos ecossistemas florestais da Amazônia é, sem dúvida, de suma importância para preservação da biodiversidade do planeta. Utilizar e avaliar dados de última geração que forneçam informações sobre estes ecossistemas torna-se então fundamental para o gerenciamento dos mesmos. Projeto pioneiro realizado na década de 1970, o RADAM teve como objetivo levantar, a partir de imagens de RADAR obtidas na banda X, informações sobre os recursos naturais da Amazônia. O avanço dos sistemas sensores baseados nas tecnologias de RADAR (Radio Detection and Ranging), com a introdução de plataformas capazes de imagear a superfície em comprimentos de onda maiores e em mais de uma polarização, trouxe uma nova perspectiva no campo de estudo destes recursos. Este trabalho emergiu a partir da constatação da necessidade, e possibilidade, de se obter informações mais precisas e atualizadas sobre o ambiente amazônico, levando em conta, inclusive, a velocidade das transformações que recaem sobre essa região. O objetivo primário do estudo foi analisar o potencial das imagens produzidas pelos radares de abertura sintética (SAR) nas bandas L e nas polarizações HH, HV e VV, na avaliação de tipologias vegetais da porção leste da Ilha de Marajó. Entendemos que essa pequena parcela do ambiente amazônico nos cede uma chave de padrões de classificação que podem ser replicados em outras regiões da Amazônia Legal, ou mesmo, em novos projetos de mapeamento similares ao RADAM. Os resultados obtidos por meio de análises das imagens de radar e através do estudo de diversas propostas de classificação fitogeográfica, evidenciaram um alto potencial de utilização destes recursos, bem como a possibilidade de avançarmos na escala de análise, produzindo mapeamentos de maior detalhe e mais abrangentes do ponto de vista das classes vegetais. A tecnologia para incrementar o mapeamento da região amazônica,de forma mais criteriosa e precisa, já existe há algum tempo e está disponível às instituições nacionais. Dar esse salto, importantíssimo para o conhecimento, preservação e monitoramento daquele que é considerado hoje o bioma mais importante do mundo, só depende de uma mudança nos critérios e de uma atualização das ferramentas usadas até o momento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.02.2010
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GAMBA, Carlos Tadeu de Carvalho; LUCHIARI, Ailton. Contribuição ao estudo da vegetação da porção leste da Ilha de Marajó. 2010.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-09032010-100455/ >.
    • APA

      Gamba, C. T. de C., & Luchiari, A. (2010). Contribuição ao estudo da vegetação da porção leste da Ilha de Marajó. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-09032010-100455/
    • NLM

      Gamba CT de C, Luchiari A. Contribuição ao estudo da vegetação da porção leste da Ilha de Marajó [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-09032010-100455/
    • Vancouver

      Gamba CT de C, Luchiari A. Contribuição ao estudo da vegetação da porção leste da Ilha de Marajó [Internet]. 2010 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-09032010-100455/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021