Exportar registro bibliográfico

Influência do BCGid na produção das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL10 na hanseníase (2010)

  • Authors:
  • Autor USP: NOVELINO, ANA LUCIA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: HANSENÍASE; CULTURA DE CÉLULAS; CITOCINAS; IMUNOLOGIA CELULAR
  • Language: Português
  • Abstract: A vacina BCG (Mycobacterium bovis atenuado, bacilo de Calmette-Guerin) é considerada de potencial como imunoterapêutico para hanseníase. Em resposta ao BCG, tem sido demonstrada a produção de mediadores da resposta imunológica como as quimiocinas, que atraem células do sistema imune, natural e adaptativo, do hospedeiro para o local da infecção. A fim de avaliar a importância das quimiocinas e o mecanismo de ação do BCGid na resposta imune dos pacientes com hanseníase, foram analisados em primeira etapa, se essa quimiocinas estão presentes no sangue periférico de pacientes com hanseníase, comparando-as com os .resultados de controles normais. Em seguida, foram selecionados 19 pacientes não tratados, oito com hanseníase paucibacilar e 11 com .hanseníase multibacilar, com idade entre 21 e 69 anos, de ambos os sexos. Procederam-se as dosagens das quimiocinas CCL2, CCL5, CXC9 e CXCL10 nos sobrenadantes de culturas de linfócitos antes e 30 dias após a aplicação do BCGid, no soro destes pacientes antes da vacina e no soro de controles normais. No soro observou-se que as quimiocinas CCL2 (Medianas 44,8 e 0,9, pacientes e controles respectivamente; p:0,01), CXCL9 (Medianas 862,9 e 1,6, pacientes e controles respectivamente; p:0,04) e CXCL10 (Medianas .130,2 e 3,9, pacientes e controles respectivamente; p:0,03) se mostraram mais elevadas nos pacientes multibacilares que nos controles. A quimiocina CCL5 (Medianas 2752,3 e 2537,0, pacientes e controles; p:0,01) se apresentou mais elevada nos pacientes paucibacilares que nos controles. Encontrou-se aumento das quimiocinas em sobrenadantes de culturas de células mononucleares do sangue periférico após BCGid, apesar de não significante estatisticamente. Os resultados sugerem que: A reação inflamatória periférica da hanseníase multibacilar está associada a maior produção das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL 10, devido aoenvolvimento dessas quimiocinas na respostas imune celular desencadeada pelo M. leprae. BCGid induziu ao aumento das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL 10 e apresentou atividade indutora da resposta imunecelular na hanseníase paucibacilar e multibacilar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.01.2010

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOVELINO, Ana Lúcia; FOSS, Norma Tiraboschi. Influência do BCGid na produção das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL10 na hanseníase. 2010.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2010.
    • APA

      Novelino, A. L., & Foss, N. T. (2010). Influência do BCGid na produção das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL10 na hanseníase. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Novelino AL, Foss NT. Influência do BCGid na produção das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL10 na hanseníase. 2010 ;
    • Vancouver

      Novelino AL, Foss NT. Influência do BCGid na produção das quimiocinas CCL2, CCL5, CXCL9 e CXCL10 na hanseníase. 2010 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021