Exportar registro bibliográfico

Florística de afloramentos rochosos na Serra do Cipó, MG (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: PENA, MAURA ALBERGARIA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Assunto: ECOSSISTEMAS RUPESTRES
  • Language: Português
  • Abstract: Diversos estudos florísticos vem sendo realizados nos campos rupestres; entretanto, a vegetação dos afloramentos rochosos é pouco estudada, pois a maior parte das pesquisas tem focado áreas campestres. Nessa perspectiva, um estudo florístico foi realizado em sete afloramentos rochosos na Serra do Cipó, no estado de Minas Gerais. Com base em uma imagem de satélite, foi traçada uma parcela de 500 x 500 m, e os afloramentos rochosos contidos nessa parcela foram selecionados como áreas de estudo. Tais afloramentos estão divididos em quatro pontos, distando 5 km entre si pela rodovia MG 010; um desses pontos, formado por dois afloramentos, situa-se no interior do Parque Nacional da Serra do Cipó. Todas as plantas com flores que ocorriam nessas áreas foram coletadas, e um total de 55 famílias e 307 espécies foram identificadas. As análises de similaridade da composição florística indicaram uma maior similaridade em afloramentos em um mesmo ponto. O solo dos afloramentos estudados apresentou as mesmas características de solos de outros afloramentos rochosos já documentados na literatura. Comparações entre os dados obtidos no presente estudo e da Flora brasileira ameaçada de extinção e da Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção da Flora de Minas Gerais evidenciaram 56 espécies diferentemente listadas como ameaçadas. Além disso, 22 espécies encontradas nos afloramentos rochosos estudados foram identificadas como espécies raras. Por fim, novascontribuições também foram feitas para a Flora Vascular do Cerrado e a Flora da Serra do Cipó, pois foram reveladas espécies ausentes nesses trabalhos. Esses resultados podem ter sido causados por problemas de sub-amostragem, especialmente das espécies herbáceo-subarbustivas, uma vez que estudos da estudos da flora herbáceo-arbustiva são mais propensos a enviesamentos causados por esse tipo de problema. ) Áreas de campos rupestres são caracterizadas por diversos microhabitats, entretanto, faltam estudos voltados para suas delimitações. Com base nos resultados de análises multivariadas empregando dois métodos (UPGMA e DCA), esse estudo analisou as relações de similaridade florística entre os afloramentos rochosos estudados na Serra do Cipó e 23 áreas de Cerrado (sensu lato e sensu stricto), e também entre aqueles e outras 35 localidades com afloramentos rochosos. As análises incluíram todos os componentes da vegetação. Os resultados variam de acordo com a análise e com os dados utilizados, mas evidenciam a necessidade de delimitação dos habitats para embasar uma comparação mais refinada entre diferentes localidades
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.11.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PENA, Maura Albergaria; SANO, Paulo Takeo. Florística de afloramentos rochosos na Serra do Cipó, MG. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24022010-103000/ >.
    • APA

      Pena, M. A., & Sano, P. T. (2009). Florística de afloramentos rochosos na Serra do Cipó, MG. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24022010-103000/
    • NLM

      Pena MA, Sano PT. Florística de afloramentos rochosos na Serra do Cipó, MG [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24022010-103000/
    • Vancouver

      Pena MA, Sano PT. Florística de afloramentos rochosos na Serra do Cipó, MG [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24022010-103000/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021