Exportar registro bibliográfico

Efeitos causados por breve e crescentes graus de pressão de distensão em veias safenas humanas utilizadas para revascularização do miocárdio. Um estudo com enfoque na morfologia e na reatividade vascular (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: BORGES, FERNANDA VIARO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: REVASCULARIZAÇÃO MIOCÁRDICA; ENDOTÉLIO VASCULAR; ÓXIDO NÍTRICO; CIRURGIA TORÁCICA
  • Language: Português
  • Abstract: Sabe-se que a patência da veia safena humana (VSH) é muito inferior à patência dos enxertos arteriais, utilizados na revascularização do miocárdio. Isto se deve, em parte, ao fato que a parede da veia safena normal tem diferentes características estruturais e funcionais que podem ser afetadas por altas pressões de distensão, tanto na fase de preparação da veia, quanto pela sua inserção no sistema arterial. Nenhum estudo, até o momento, foi realizado em VSH, correlacionando parâmetros funcionais e estruturais com pressões crescentes de distensão, com tempo de distensão, repetição dos estímulos pressóricos (como ocorre na fase de preparação da veia). Essa foi a motivação desse projeto, que teve como objetivo verificar se a pressurização crescente de veias safenas humanas, por breve período, promove alterações bioquímicas, morfológicas, imunohistológicas e da reatividade vascular. Segmentos de VSH foram obtidos de 20 pacientes submetidos a revascularização do miocárdio. A porção distal da VSH foi dividida em 4 segmentos, cada um alocado a um diferente grupo. No grupo I (grupo controle), o segmento de VSH não foi exposto a pressão de distensão. Nos grupos II, III e IV, os segmentos foram expostos a 100, 200 e 300 mmHg de pressão de distensão, respectivamente. A pressão de distensão foi aplicada e mantida com solução de Krebs por 15 segundos. A metodologia investigativa foi composta por: 1) Microscopia de luz de alta resolução; 2) Imunohistoquímica das isoformas da óxido nítrico sintase, CD34 e nitrotirosina; 3) Dosagem tecidual de nitrito/nitrato (NOx) na VSH, determinada por quimioluminescência; 4) Avaliação da peroxidação lipídica pela determinação do malondialdeído tecidual, como expressão do estresse oxidativo e 5) Estudo in vitro da reatividade vascular da VSH, em câmaras de órgãos. Os principais achados experimentais da presenteinvestigação foram: 1) A microscopia de luz de alta resolução revelou grande área de endotélio desnudo, redução das pregas intimais e tendência a aumento do perímetro e diâmetro interno das veias do grupo pressurizado com 300 mmHg; 2) A imunohistoquímica, mostrou que a partir da pressurização com 200 mmHg, já se observa uma tendência à diminuição da marcação do CD34, tornando-se estatisticamente significante para a pressurização com 300 mmHg. A marcação da eNOS na camada endotelial da VSH foi significativamente menor no grupo pressurizado com 300 mmHg. A marcação da eNOS na musculatura lisa foi equivalente à marcação endotelial, mas não sofreu o efeito da pressurização. Houve marcação significativa da nNOS, tanto no endotélio, quanto na musculatura lisa, não afetada pela pressão de distensão. Não houve marcação significativa da iNOS no endotélio, porém a musculatura lisa apresentou marcação dessa enzima, não afetada pela pressão de distensão. A marcação da nitrotirosina não foi relevante, aparecendo fracamente no endotélio de 7 pacientes, sendo completamente ausente nos outros 13 pacientes; 3) Níveis teciduais normais de nitrito/nitrato (NOx) nas veias de todos os grupos estudados; 4) O MDA tecidual não apresentou alterações em relação ao grupo controle; 5) Não houve comprometimento da contratilidade e dos relaxamentos estudados in vitro com auxílio de organ chamber. Portanto, concluiu-se que são necessários cuidados ao manusear a VSH, uma vez que apenas alguns segundos de pressão de distensão acima da pressão sistêmica normal, podem ser suficientes para lesar, estruturalmente, o endotélio e comprometer a qualidade do enxerto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BORGES, Fernanda Viaro; EVORA, Paulo Roberto Barbosa. Efeitos causados por breve e crescentes graus de pressão de distensão em veias safenas humanas utilizadas para revascularização do miocárdio. Um estudo com enfoque na morfologia e na reatividade vascular. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Borges, F. V., & Evora, P. R. B. (2009). Efeitos causados por breve e crescentes graus de pressão de distensão em veias safenas humanas utilizadas para revascularização do miocárdio. Um estudo com enfoque na morfologia e na reatividade vascular. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Borges FV, Evora PRB. Efeitos causados por breve e crescentes graus de pressão de distensão em veias safenas humanas utilizadas para revascularização do miocárdio. Um estudo com enfoque na morfologia e na reatividade vascular. 2009 ;
    • Vancouver

      Borges FV, Evora PRB. Efeitos causados por breve e crescentes graus de pressão de distensão em veias safenas humanas utilizadas para revascularização do miocárdio. Um estudo com enfoque na morfologia e na reatividade vascular. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021