Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Aceitação e preferência por cafés submetidos a diferentes métodos de extração de cafeína (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: LEITE, CLAUDIA LUCIANE - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • DOI: 10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422
  • Subjects: CAFÉ (EXTRAÇÃO;MÉTODOS;ANÁLOGOS E DERIVADOS); ANÁLISE SENSORIAL DE ALIMENTOS; PREFERÊNCIAS ALIMENTARES (ANÁLISE SENSORIAL); PROCESSAMENTO DE ALIMENTOS (MÉTODOS;ANÁLISE SENSORIAL)
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: pesquisas sobre consumo de café têm sido feitas para determinar os componentes da bebida e suas respectivas funções, além de características sensoriais e efeitos associados à saúde humana. A cafeína é uma das substâncias psicoativas mais consumidas no mundo. Durante as últimas cinco décadas, seu consumo mundial per capita dobrou através do consumo de água cafeinada, de bebidas energéticas e, principalmente, do café. Por este motivo, muitos trabalhos têm sido realizados sobre os efeitos fisiológicos desta substância, resultando na impossibilidade de se chegar a um consenso sobre seus efeitos positivos e negativos. Tal dicotomia acarreta um aumento do consumo de café descafeinado, muitas vezes por aconselhamento médico. A descafeinação é realizada nos grãos crus inteiros, antes do processo de torrefação. A maioria dos métodos de descafeinação existentes utiliza solventes para extração da cafeína, como diclorometano, clorofórmio, álcool, acetona, água e outros, sendo o diclorometano mais utilizado no Brasil. Embora existam vários estudos sobre a composição química do café integral, pouco se sabe sobre a composição do café descafeinado. Tais modificações químicas podem acarretar não somente alterações nas características sensoriais da bebida, como também em termos fisiológicos. Objetivo: identificar o grau de aceitação e de preferência da bebida de café preparada com grãos submetidos a diferentes condições de extração da cafeína em consumidores habituais da bebida.Métodos: três amostras de café foram submetidas aos métodos: tradicional (não descafeinado), descafeinado pelo método químico (diclorometano) e descafeinado pelo método natural (água), depois torrados e moídos. Cento e dez consumidores receberam as amostras do café, de forma monádica e aleatória, e o açúcar ou adoçante porcionados. Os testes foram executados pelo teste afetivo de aceitação com escala hedônica (1: desgostei muito a 7: gostei muito) para 4 atributos (cor, aroma, corpo e sabor). O café foi preparado e filtrado na concentração 7%. Os resultados foram coletados e analisados pelo programa Fizz (Byosysteme) - ANOVA e Tukey, p = 0,05). As amostras foram submetidas à análise física para determinar umidade, cinzas, proteínas, lipídios totais, carboidratos e cafeína. Resultados: o café descafeinado tratado pelo método químico apresentou média abaixo dos outros dois cafés nos quatro atributos, mas com diferenças estatisticamente significativa para o sabor e corpo. Entretanto, em relação ao sabor, houve diferença estatística entre os cafés tradicionais e descafeinado com água e o descafeinado com o diclorometano. Foram encontradas diferenças significativas nas análises físico-químicas para proteína e lipídios nos cafés descafeinados em comparação ao tradicional Discussão: a extração de compostos do café pelos métodos físico e químico resultou em diferentes bebidas no que se refere ao sabor. O método químico pôde mudar as características sensoriais da bebida.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.11.2009
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITE, Claudia Luciane; PINTO E SILVA, Maria Elisabeth Machado. Aceitação e preferência por cafés submetidos a diferentes métodos de extração de cafeína. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422 > DOI: 10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422.
    • APA

      Leite, C. L., & Pinto e Silva, M. E. M. (2009). Aceitação e preferência por cafés submetidos a diferentes métodos de extração de cafeína. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422
    • NLM

      Leite CL, Pinto e Silva MEM. Aceitação e preferência por cafés submetidos a diferentes métodos de extração de cafeína [Internet]. 2009 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422
    • Vancouver

      Leite CL, Pinto e Silva MEM. Aceitação e preferência por cafés submetidos a diferentes métodos de extração de cafeína [Internet]. 2009 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2009.tde-08012010-132422

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021