Exportar registro bibliográfico

Organização genômica de dermatófitos dos gêneros Microsporum e Trichophyton e avaliação da susceptibilidade a antifúngicos (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: COELHO, LUCIENE MELO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: ARTHRODERMATACEAE (GENÉTICA); ANTIFÚNGICOS (AVALIAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Dermatofitoses são micoses superficiais causadas por fungos denominados dermatófitos, que colonizam tecidos ricos em queratina como pele, pêlos e unhas. Infecções por dermatófitos em indivíduos imunodeprimidos são mais graves, pois estes fungos colonizam rapidamente a epiderme, podendo causar infecções subcutâneas e profundas. Linhagens resistentes a alguns antifúngicos têm sido relatadas com freqüência, o que sugere a necessidade de ampliar o conhecimento sobre a biologia desses patógenos. Os dermatófitos que mais frequentemente afetam o homem e os animais são Trichophyton e Microsporum, e esses gêneros podem ser classificados em geofílico, zoofílico ou antropofílico, dependendo de seu habitat natural. No presente trabalho, estudamos cinco espécies de dermatófitos, T. rubrum, T. tonsurans, T. equinum, M. canis e M. gypseum, utilizando eletroforese em campo pulsado (CHEF) para estimar o número e o tamanho de seus cromossomos. A estimativa do número de cromossomos foi validada com a análise telomérica após digestão do DNA total de cada espécie. Além disto, foi feito o mapeamento físico por hibridação molecular de alguns genes envolvidos em patogenicidade e na resistência a antifúngicos, utilizando-se ESTs de T. rubrum como sonda molecular. O grau de conservação destes genes entre esses dermatófitos foi estabelecido através da análise comparativa in silico, realizada com os programas BlastN e BlastX do GenBank e do Dermatophyte Comparative Database (Broad Institute).Também foi avaliada a concentração inibitória mínima (CIM) dos antifúngicos terbinafina, griseofulvina, fluconazol, itraconazol, anfotericina-B para microconídios e artroconídios. Os resultados mostram que em geral os artroconídios são mais resistentes às drogas ensaiadas que os microconídios. No entanto, a diferença na susceptibilidade entre conídios e artroconídios depende da droga, da linhagem e da espécie, podendo se constituir em uma das causas de falha terapêutica. A susceptibilidade à higromicina também foi analisada considerando a possibilidade de usar este antibiótico para selecionar células transformadas com o gene de resistência a higromicina, presente em plasmídeos a serem utilizados em experimentos de inativação gênica. Portanto, os resultados desse estudo contribuem para o conhecimento da organização genômica das cinco espécies de dermatófitos que estão em processo de sequenciamento pelo Fungal Genome Initiative (The Broad Institute of Harvard and MIT/National Institute of Health), para o entendimento de mecanismos que levam a resistência aos antimicóticos e estabelecem parâmetros para futuros estudos de funcionalidade gênica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.08.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COELHO, Luciene Melo; MARTINEZ-ROSSI, Nilce Maria. Organização genômica de dermatófitos dos gêneros Microsporum e Trichophyton e avaliação da susceptibilidade a antifúngicos. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Coelho, L. M., & Martinez-Rossi, N. M. (2009). Organização genômica de dermatófitos dos gêneros Microsporum e Trichophyton e avaliação da susceptibilidade a antifúngicos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Coelho LM, Martinez-Rossi NM. Organização genômica de dermatófitos dos gêneros Microsporum e Trichophyton e avaliação da susceptibilidade a antifúngicos. 2009 ;
    • Vancouver

      Coelho LM, Martinez-Rossi NM. Organização genômica de dermatófitos dos gêneros Microsporum e Trichophyton e avaliação da susceptibilidade a antifúngicos. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021