Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resposta linfoproliferativa anti-Gag de pacientes infectados pelo HIV-1: papel da viremia e da contagem de células T (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: LOPES, LUCIANO RODRIGO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MDT
  • Assunto: CONTAGEM DE LINFÓCITOS CD4
  • Language: Português
  • Abstract: A resposta anti-Gag vem sendo associada com a carga viral plasmática do HIV, com as contagens de células T CD4+ e T CD8+ e com o nadir de células T CD4+. A resposta linfoproliferativa anti-Gag pode ser ocasionalmente detectada em pacientes com boa progressão contra a Aids, que de um modo geral, apresentam viremia diminuída e contagens mais altas de células T CD4+. No entanto, a maioria dos pacientes não consegue desenvolver uma boa resposta imune celular. Este estudo foi realizado com intuito de compreendermos o padrão da resposta linfoproliferativa anti-Gag e sua associação com os exames laboratoriais utilizados no acompanhamento clínico de indivíduos infectados, buscando dentre esses exames algum que seja capaz de predizer a resposta anti-Gag. Foram avaliadas as respostas linfoproliferativas antígeno-específicas de 44 indivíduos adultos cronicamente infectados pelo HIV-1 (23 não tratados e 21 tratados com HAART). Dezenove pessoas saudáveis não infectadas constituíram o grupo controle. Foram utilizados, como estímulos das respostas linfoproliferativas, 123 peptídeos representantes da proteína Gag do HIV-1, antígeno bruto de CMV e PHA. Buscamos associações entre as respostas linfoproliferativas com a carga viral, contagens de células T e nadir de células T CD4+. Nossos resultados mostraram que não houve diferença da resposta anti-Gag entre os indivíduos infectados pelo HIV tratados e indivíduos não tratados (p=0,59). Níveis elevados de viremia parecem ter inibido asrespostas linfoproliferativas anti-Gag (r = -0,43; p= 0,039), anti-CMV (r= -0,54; p=0,007) e PHA (r= -0,75; p<0,001) de indivíduos não tratados. Indivíduos com carga viral superior a 3 log10 cópias/mL apresentaram resposta anti-Gag diminuída comparada à resposta daqueles com baixa viremia (p=0,008). Adicionalmente, observamos que os indivíduos com nadir abaixo de 200 células/mm3 tiveram maior dificuldade de apresentar respostas linfoproliferativa anti-Gag
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.12.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Luciano Rodrigo; DUARTE, Alberto José da Silva. Avaliação da resposta linfoproliferativa anti-Gag de pacientes infectados pelo HIV-1: papel da viremia e da contagem de células T. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.
    • APA

      Lopes, L. R., & Duarte, A. J. da S. (2009). Avaliação da resposta linfoproliferativa anti-Gag de pacientes infectados pelo HIV-1: papel da viremia e da contagem de células T. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lopes LR, Duarte AJ da S. Avaliação da resposta linfoproliferativa anti-Gag de pacientes infectados pelo HIV-1: papel da viremia e da contagem de células T. 2009 ;
    • Vancouver

      Lopes LR, Duarte AJ da S. Avaliação da resposta linfoproliferativa anti-Gag de pacientes infectados pelo HIV-1: papel da viremia e da contagem de células T. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021