Exportar registro bibliográfico

As políticas curriculares no curso de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão: relações de poder e a regulação do currículo (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, ROSEMARY FERREIRA DA - FE
  • Unidade: FE
  • Sigla do Departamento: EDM
  • Subjects: CURRÍCULO DE ENSINO SUPERIOR; CURRÍCULOS E PROGRAMAS; ENSINO SUPERIOR; FORMAÇÃO DE PROFESSORES; REFORMA DO ENSINO; FILOSOFIA (ENSINO)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho analisa as relações desenvolvidas no processo de reformulação curricular do Curso de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão, a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores em nível Superior, curso de licenciatura plena, caracterizando-se como um estudo sobre a configuração das políticas curriculares no subcampo acadêmico, enquanto uma rede relacional na qual são concebidos como elementos constitutivos: o espaço social, os agentes, os elementos constitutivos do currículo identificados nas Diretrizes Nacionais e no Projeto Pedagógico do Curso e as relações de poder estabelecidas através dos mecanismos de regulação que se estruturaram ao longo do processo de reformulação. Baseia-se em entrevistas com os membros integrantes do colegiado do curso que operacionalizou o trabalho e a aplicação de questionário fechado para os professores que não o integram e para os alunos através de amostragem. O referencial teórico que embasou a análise foram os conceitos políticas curriculares, sistematizado por José Augusto Pacheco, os conceitos de campo, central no trabalho, habitus, poder e capital cultural, estudados em Pierre Bourdieu e como elemento complementar, regulação, a partir da concepção de modo de regulação de Robert Boyer. Observou-se que a especificidade das relações desenvolvidas no subcampo acadêmico contribui para a construção de crenças sobre o currículo de formação de professores, que sãomantidas enquanto a reformulação é realizada no currículo prescrito, observou-se também a existência de diferentes níveis de legitimação da participação dos agentes como conseqüência das disputas pelo poder e dos modos de regulação mobilizados na luta, que influenciam na configuração das diferentes concepções de currículo que coexistem na rede relacional analisada.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.05.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Rosemary Ferreira da; PONTUSCHKA, Nidia Nacib. As políticas curriculares no curso de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão: relações de poder e a regulação do currículo. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-05112009-143421/ >.
    • APA

      Silva, R. F. da, & Pontuschka, N. N. (2008). As políticas curriculares no curso de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão: relações de poder e a regulação do currículo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-05112009-143421/
    • NLM

      Silva RF da, Pontuschka NN. As políticas curriculares no curso de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão: relações de poder e a regulação do currículo [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-05112009-143421/
    • Vancouver

      Silva RF da, Pontuschka NN. As políticas curriculares no curso de Filosofia da Universidade Federal do Maranhão: relações de poder e a regulação do currículo [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-05112009-143421/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020