Exportar registro bibliográfico

Produção e determinação das propriedades funcionais das amilases de Aspergillus niveus (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, TONY MÁRCIO DA - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: ASPERGILLUS; ENZIMAS GLICOLÍTICAS
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho objetivou coletar e isolar fungos filamentosos de diferentes regiões do estado de São Paulo com potenciais para produção de enzimas amilolíticas com características fisico-químicas desejáveis para aplicação industrial. Foram coletados 19 fungos nas três coletas realizadas e estes juntamente com outros cinco fungos, isolados anteriormente durante o projeto Biota/FAPESP , foram submetidos a uma seleção para a escolha do melhor produtor de amilases. Aspergillus niveus foi o que melhor produziu amilases nas condições avaliadas e foi tomado para dar continuidade ao trabalho. A etapa seguinte consistiu em avaliar as melhores condições de cultivo para a produção das amilases. Os maiores níveis de atividade enzimâtica foram detectados em meio Khanna, em cultivos estáticos, pH inicial 6,0, a 40°C, com 72 horas de crescimento. Milho moído, farinha de aveia, palha de arroz, maisena, amido solúvel, casca de mandioca, maltose, farelo de trigo, penetrose, amilopectina e rafinose foram as fontes de carbono que melhor induziram a síntese de amilases. Extratos enzimáticos de A. niveus obtidos sob condições ótimas de cultivo, foram submetidos a eluição em diferentes colunas cromatográficas (DEAE-Fragtogel e Sephacryl S-200) e três amilases foram purificadas (uma glucoamilase e 2 'alfa'-glucosidases- I e II), cujas massas moleculares determinadas por SDS-PAGE corresponderam à 77, 59 e 55 kDa. Os pontos isoelétricos e o conteúdo de carboidrato corresponderamrespectivamente a de 3,8 e 15% para glucoamilase, 6,6 e 4% para 'alfa'-glucosidase I e 6,8 e 29% para 'alfa'-glucosidase II. O pH ótimo para atividade de glucoamilase foi de 5,0-5,5 e pH 6,0 para a atividade de 'alfa'-glucosidase I e II. A temperatura ótima para as três enzimas foi de 65°C e as mesmas apresentaram boa estabilidade a 60 e 65°C. A glucoamilase apresentou alta afinidade para o amido, já a 'alfa'-glucosidase I apresentou alta afinidade para amido, glicogênio e maltose. A maior eficiência catalítica foi verificada na presença de glicogênio, seguido de amido e maltose. A 'alfa'-glucosidase II apresentou atividade sobre vários substratos e os valores de 'Kc IND. Cat'/'K IND.m' obtidos mostraram maior preferência dessa enzima pelo glicogênio, seguido de amido, amilopectina, maltose e 'alfa'-pNPG. A análise de Dicroísmo Circular demonstrou que as três amilases são ricas em 'alfa'-hélices nas suas estruturas secundárias e o seqüenciamento de aminoácidos revelou similaridade da glucoamilase de A. niveus com glucoamilases de A. terreus, A. niger, A. ficcum, A. awamori, A. kawachi e A. shirousami. O seqüenciamento das 'alfa'-glucosidases I e II revelaram homologia destas com 'alfa'-glucosidase de A. jumigatus. Estudos do efeito de N-glicanas nas propriedades das enzimas foram avaliados mediante tratamento do meio de cultivo com tunicamicina. A glucoamilase e a 'alfa'-glucosidase I perderamsignificativamente a especificidade pelo substrato, já a 'alfa'-glucosidase II perdeu termoestabilidade com a remoção das N-glicanas. Glucoamilase e 'alfa'-glucosidase II foram imobilizadas em suportes com interação iônica e por ligação covalente. Os suportes trocadores iônicos usados foram Glioxil-PEI, Glioxil-MANAE, DEAE- Sephacel e Sepharose Q. OS suportes utilizados para interação covalente foram agarose ativada com brometo de cianogênio (BrCN) e Glioxil-Agarose, pH 10,5. A estabilidade apresentada com os derivados formados por ligações covalentes foi maior que aquela apresentada para os derivados formados a partir de ligações iônicas. O uso da trealose como aditivo aumentou significativamente a estabilidade de todos os derivados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.11.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Tony Márcio da; POLIZELI, Maria de lourdes T. M. Produção e determinação das propriedades funcionais das amilases de Aspergillus niveus. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-23042010-154357/?&lang=pt-br >.
    • APA

      Silva, T. M. da, & Polizeli, M. de lourdes T. M. (2009). Produção e determinação das propriedades funcionais das amilases de Aspergillus niveus. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-23042010-154357/?&lang=pt-br
    • NLM

      Silva TM da, Polizeli M de lourdes TM. Produção e determinação das propriedades funcionais das amilases de Aspergillus niveus [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-23042010-154357/?&lang=pt-br
    • Vancouver

      Silva TM da, Polizeli M de lourdes TM. Produção e determinação das propriedades funcionais das amilases de Aspergillus niveus [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59139/tde-23042010-154357/?&lang=pt-br

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021