Exportar registro bibliográfico

Avaliação ultra-sonográfica da função endotelial em usuárias de letrozol e tamoxifeno (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: NASTRI, CAROLINA OLIVEIRA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; ANTINEOPLÁSICOS; BIOMARCADORES
  • Keywords: Antineoplásicos hormonais; Marcadores biológicos; Antineoplastic hormonal; Breast cancer; markers biological
  • Language: Português
  • Abstract: indica um possível efeito protetor do tratamento com tamoxifeno. O efeito cardiovascular dos inibidores da aromatase permanece controverso. O objetivo deste estudo foi comparar alguns marcadores de risco cardiovascular entre mulheres sobreviventes do câncer de mama após tratamento com tamoxifeno, letrozol ou sem tratamento endócrino. Para isso, avaliamos o total de 103 sobreviventes de câncer de mama: 35 em uso de tamoxifeno (TMXg), 34 em uso de letrozol (LTZg) e 34 sem tratamento endócrino (STEg). Os parâmetros estudados foram: a dilatação da artéria braquial mediada por fluxo (DMF), a espessura da íntima-média (EIM) e o índice de rigidez ('beta') da artéria carótida, colesterol total, HDL e triglicérideso Observamos que os três grupos apresentaram valores semelhantes de HDL e EIM. No TMXg foi encontrado o menor valor de colesterol total (219,29±36,31mg/dL vs. 250,59±38,37mg/dL vs. 245,09±35,35mg/dL; TMXg vs. LTZg vs. STEg respectivamente; p<0,01 - ANOVA), o maior valor de triglicérides (139,34±41,82mg/dL vs 111,35±28,22mg/dL vs. 122,09±33,42mg/dL; p<0,01), o maior valor de DMF (6,32±2,33% vs. 4,10±2,06% vs. 4,66±2,52%; p<0,01) e o valor mais baixo do índice de rigidez ('beta') (5,08±1,68 vs. 6,28±1,75 vs. 5,99±1,86; p=0,01). O LTZg não diferiu significantemente do STEg em nenhum dos parâmetros estudados. Nós não observamos nenhuma diferença entre o LTZg e o STEg em nenhum dos parâmetros de risco cardiovascular avaliados. Desta forma, adiferença observada nos valores dos lipídios séricos, no índice de rigidez ('beta') e na DMF entre as mulheres em tratamento com tamoxifeno e letrozol pode ser mais bem atribuída a um efeito benéfico do tamoxifeno do que a um efeito prejudicial do letrozolEntre as mulheres brasileiras, a principal causa de mortalidade são as doenças cardiovasculares, seguida em freqüência pelo câncer, sendo o mais comum o de mama. É bastante conhecida a associação de câncer com eventos tromboembólicos, mas pouco estabelecida sua relação com os demais eventos cardiovasculares. Para estudar estes eventos desde suas alterações primordiais, como a lesão e disfunção endotelial e a formação da placa aterosclerótica, vários métodos têm sido utilizados. É clara a associação entre câncer, em especial o de mama, com lesão endotelial e risco cardiovascular. A terapia endócrina para tumores de mama com receptores hormonais positivos é amplamente usada tanto de forma paliativa no câncer de mama metastático, quanto na adjuvância, para tumores iniciais. O tamoxifeno (TMX) tem sido usado como droga de escolha com este propósito há cerca de 30 anos com boa eficácia e perfil razoavelmente seguro. O desenvolvimento do os inibidores de aromatase (IAs) de terceira geração promoveu estudos comparativos que têm demonstrado superioridade dos IAs em relação ao TMX na adjuvância, favorecendo seu uso tanto em substituição, quanto de forma seqüencial. Em geral, os IAs são tão bem tolerados quanto o TMX, preocupando ainda questões como aumento de risco cardiovascular, de osteoporose e alterações no perfil lipídico. Neste cenário temos alguns estudos demonstrando um menor número de eventos cardiovasculares em mulheres previamente tratadas de câncer de mama, o que
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.09.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASTRI, Carolina Oliveira; REIS, Francisco José Cândido dos. Avaliação ultra-sonográfica da função endotelial em usuárias de letrozol e tamoxifeno. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-27092013-102551 >.
    • APA

      Nastri, C. O., & Reis, F. J. C. dos. (2009). Avaliação ultra-sonográfica da função endotelial em usuárias de letrozol e tamoxifeno. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-27092013-102551
    • NLM

      Nastri CO, Reis FJC dos. Avaliação ultra-sonográfica da função endotelial em usuárias de letrozol e tamoxifeno [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-27092013-102551
    • Vancouver

      Nastri CO, Reis FJC dos. Avaliação ultra-sonográfica da função endotelial em usuárias de letrozol e tamoxifeno [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-27092013-102551

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021