Exportar registro bibliográfico

Desenho racional, contrução e caratcterização de uma enzima bifuncional Lacase-ß-1,3-1,4-glucanase de bacillus subtilis (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FURTADO, GILVAN PESSOA - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: ENZIMAS; PROTEÍNAS; BIOQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A aplicação de enzimas em processos industriais tem crescido consideravelmente nas últimas décadas. Os beneficios do uso de enzimas incluem a eliminação de temperaturas altas, solventes orgânicos e extremos de pH e, ao mesmo tempo, oferecem um aumento na especificidade e pureza do produto gerado. Técnicas de engenharia de proteínas têm permitido' a criação de novas enzimas com características favoráveis a sua aplicação. Neste contexto, as enzimas híbridas, criadas pela união de duas ou mais enzimas que possuem atividades separadas, tem ganhado destaque. Suas vantagens incluem expressão e purificação de múltiplos domínios catalíticos em um único passo, gerando economia de tempo e dinheiro, e, além disso, quando duas enzimas estão presentes em um mesmo complexo, a proximidade fí sica delas, catalisando reações subseqüentes, pode aumentar a taxa de reação. Duas enzimas de importância industrial foram alvos neste trabalho, a ß-1,3-1,4- glucanase e a lacase, ambas clonadas a partir do DNA genômico de Bacillus subtilis. A ß-1,3- 1,4-glucanase (EC 3.2.1.73) hidrolisa ß-gl ucanos, polissacarídeos abundantes na parede celular do endosperma de uma ampla variedade de biomassa vegetal. A lacase (EC 1.10.3.2) é uma fenol oxidase, cobre dependente, que catalisa a oxidação de várias substâncias aromáticas e inorgânicas, particularmente fenóis, com a simultânea redução de oxigênio para água. Buscou-se criar e caracterizar uma enzima quimérica lacase-ß-1 ,3-1,4-glucanase, através da fusão dos genes bglS e cotA que codificam a glucanase e lacase, respectivamente. O gene bt'brido foi clonado em vetor pET28a(+) e expresso em Escherichia coZi. A enzima recombinante foi purificada por cromatografia de afinidade, e a caracterização bioquímica mostrou que a enzima hibrida possuía tanto atividade lacásica quanto glucanásica. A atividade lacásica foi máxima em pH 4,5 e temperatura de 75° C, e a V máx da enzima foi cerca de 30% maior do que a obtida para lacase parental. Já a atividade glucanásica foi máxima em pH 6,0 e temperatura de 50°C, com uma redução de aproximadamente 10% de atividade em relação à glucanase parental, contudo houve um aumento na eficiência catalítica da enzima. Testes de simulação computacional demonstraram que os domínios catalíticos da quimera tendem a se aproximar em solução e maiores estudos serão necessários para compreendermos as mudanças catalíticas e estruturais ocorridas na enzima bifuncional
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.09.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FURTADO, Gilvan Pessoa; WARD, Richard John. Desenho racional, contrução e caratcterização de uma enzima bifuncional Lacase-ß-1,3-1,4-glucanase de bacillus subtilis. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Furtado, G. P., & Ward, R. J. (2009). Desenho racional, contrução e caratcterização de uma enzima bifuncional Lacase-ß-1,3-1,4-glucanase de bacillus subtilis. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Furtado GP, Ward RJ. Desenho racional, contrução e caratcterização de uma enzima bifuncional Lacase-ß-1,3-1,4-glucanase de bacillus subtilis. 2009 ;
    • Vancouver

      Furtado GP, Ward RJ. Desenho racional, contrução e caratcterização de uma enzima bifuncional Lacase-ß-1,3-1,4-glucanase de bacillus subtilis. 2009 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020