Exportar registro bibliográfico

Rosiglitazone pode causar lesão tubular renal em ratos normocolesterolêmicos mas não em ratos hipercolesterolêmicos (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAS, CRISTIANO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Assunto: HIPERCOLESTEROLEMIA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Rosiglitazone (RGL) é um ligante dos receptores PPAR? e vem sendo usada no tratamento do Diabetes Mellitus tipo 2 e nas doenças inflamatórias. Mas, RGL pode reduzir a filtração glomerular (FG), a carga excretada de sódio na urina (UVNa) e aumentar a expressão da Na+,K+- ATPase na medula renal. Então, RGL pode causar edema e insuficiência cardíaca congestiva. Entretanto, não tem sido reportado se RGL pode induzir insuficiência renal aguda (IRA). Objetivo: Verificar se a redução da FG causada pelo tratamento com RGL predispõe à IRA em ratos. Avaliar em condições basais e de vasoconstrição renal e se há diferenças entre ratos normocolesterolêmicos (NC) e hipercolesterolêmicos (HC). Métodos: A FG foi medida pelo clearance de inulina no 8º dia em ratos (~200g) NC e HC tratados ou não com RGL (48 mg/kg/dieta) na situação basal e durante a infusão endovenosa de Ang II (40 ng/kg/min). Além disso, a atividade da Na+,K+-ATPase foi avaliada em homogenato renal em outra série de animais. Resultados: Na situação basal, NC e HC apresentaram FG semelhante e o tratamento com RGL reduziu a FG apenas em NC de 0,78±0,03 para 0,50±0,05* ml/min/100g, *p<0,001. Apesar da redução da FG, a UVNa em NC+RGL não se modificou. Durante a infusão de Ang II, a FG de NC, HC e HC+RGL reduziu-se para o mesmo patamar de NC+RGL e um significante aumento da UVNa foi observada apenas em NC+RGL (NC= 3,32±0,88; NC+RGL=5,86±1,04*; HC= 2,63±0,43 e HC+RGL= 2,23±0,39 uEq/min, *p<0,01).Além disso, RGL induziu aumento na atividade da Na+,K+-ATPase em HC+RGL e não modificou em NC+RGL. Os valores expressos em ?M Pi/mg proteína.h-1 foram de 45±7 em NC, 43±5 em NC+RGL, 48±7 em HC e 64±4* em HC+RGL, *p<0,05. Analisando todos os resultados em conjunto, a redução da FG associada com a alta natriurese e ausência da modulação da atividade da Na+,K+-ATPase em NC+RGL sugerem lesão renal neste grupo. Conclusão: Os mecanismos de ação da RGL diferem de ) acordo com a condição metabólica. Então, RGL deve ser prescrita com cautela na ausência de hipercolesterolemia e requer a monitoração da função renal principalmente nas situações de vasoconstrição
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.10.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Cristiano; HELOU, Claudia Maria de Barros. Rosiglitazone pode causar lesão tubular renal em ratos normocolesterolêmicos mas não em ratos hipercolesterolêmicos. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5148/tde-25022010-160938/ >.
    • APA

      Dias, C., & Helou, C. M. de B. (2009). Rosiglitazone pode causar lesão tubular renal em ratos normocolesterolêmicos mas não em ratos hipercolesterolêmicos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5148/tde-25022010-160938/
    • NLM

      Dias C, Helou CM de B. Rosiglitazone pode causar lesão tubular renal em ratos normocolesterolêmicos mas não em ratos hipercolesterolêmicos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5148/tde-25022010-160938/
    • Vancouver

      Dias C, Helou CM de B. Rosiglitazone pode causar lesão tubular renal em ratos normocolesterolêmicos mas não em ratos hipercolesterolêmicos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5148/tde-25022010-160938/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021