Exportar registro bibliográfico

Adesivos experimentais com diferentes parâmetros de solubilidade: teste de microcisalhamento após 1, 7 e 90 dias (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: HORI, FREDERICO SEIDI - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: ADESIVOS DENTINÁRIOS; SOLUBILIDADE DA DENTINA
  • Language: Português
  • Abstract: Adesivos modernos são misturas complexas de monômeros resinosos hidrofílicos e hidrofóbicos dissolvidos em combinações de água/solvente. A inclusão de monômeros altamente hidrofílicos nos sistemas adesivos está transformando-os em membranas permeáveis que são altamente susceptíveis aos efeitos de degradação da água. Desenvolver formulações adesivas que promovem uma melhor penetração de componentes hidrofóbicos dentro da matriz dentinária é de grande importância. O método mais válido para se avaliar o processo de degradação in vitro é a armazenagem dos espécimes em água. Neste estudo avaliamos através do microcisalhamento com delimitação da área adesiva de 0,8 mm, a resistência adesiva de 3 adesivos experimentais com diferentes graus de hidrofilia. Os fatores de variação foram 2: o tipo de adesivo experimental utilizado, em 4 níveis ( Bis-GMA, Bis-EMA/ Bis-GMA, PBH, Single Bond) e o período de armazenamento, em 3 níveis (1 dia, 7 dias, 90 dias), totalizando 12 níveis de variação. Foram confeccionadas 120 superfícies de dentina de 30 terceiros molares extraídos, totalizando um n= 10. O modelo estatístico escolhido foi o teste paramétrico de ANOVA de dois fatores independentes. Os adesivos experimentais apresentaram valores na faixa de 11.31 a 12.96 MPa, sendo que o PBH apresentou os menores valores de resistência adesiva, Bis-GMA os maiores e Bis-EMA/Bis-GMA valores intermediários, enquanto que o grupo Controle está dentro de uma faixa média de 24 MPa. Atravésda MEV, observamos que os adesivos experimentais não formaram camada híbrida, embora tenha ocorrido a penetração nos túbulos dentinários e a formação de tags de resina. Provavelmente, a menor hidrofilicidade dos adesivos não permitiu a penetração dos adesivos na matriz de colágeno úmida para provocar uma hibridização levando a resistências adesivas bem menores que o adesivo controle. Com o presente estudo, ) concluímos que adesivos dentinários com componentes monoméricos hidrofóbicos, embora formem tags de resina, se tornam incapazes de penetrar nas fibras colágenas e formar camada híbrida e consequentemente têm baixa resistência adesiva e que também tende a decair com o tempo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.03.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HORI, Frederico Seidi; CARVALHO, Rubens Corte Real de. Adesivos experimentais com diferentes parâmetros de solubilidade: teste de microcisalhamento após 1, 7 e 90 dias. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-28042009-094222/ >.
    • APA

      Hori, F. S., & Carvalho, R. C. R. de. (2009). Adesivos experimentais com diferentes parâmetros de solubilidade: teste de microcisalhamento após 1, 7 e 90 dias. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-28042009-094222/
    • NLM

      Hori FS, Carvalho RCR de. Adesivos experimentais com diferentes parâmetros de solubilidade: teste de microcisalhamento após 1, 7 e 90 dias [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-28042009-094222/
    • Vancouver

      Hori FS, Carvalho RCR de. Adesivos experimentais com diferentes parâmetros de solubilidade: teste de microcisalhamento após 1, 7 e 90 dias [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-28042009-094222/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021