Exportar registro bibliográfico

Estudo das causas de internação hospitalar das crianças de 0 a 9 anos de idade no município de São Paulo (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: FERRER, ANA PAULA SCOLEZE - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPE
  • Subjects: HOSPITALIZAÇÃO; SAÚDE DA CRIANÇA; MORBIDADE; SERVIÇOS DE SAÚDE
  • Language: Português
  • Abstract: O perfil de morbidade infantil é um parâmetro importante para a definição das políticas de saúde. Os estudos sobre mortalidade infantil são mais numerosos do que os sobre morbidade e, em especial, os que enfocam as internações hospitalares. Esse estudo teve como objetivo descrever as causas de internação das crianças de 0 a 9 anos de idade, no município de São Paulo, no período de 2002 a 2006, comparando-as aos dados nacionais. Os dados foram obtidos no Sistema de Informações Hospitalares, disponíveis no DATASUS. Nos 5 anos do estudo, ocorreram 451.303 internações de crianças de 0 a 9 anos de idade (16% do total de internações), com predomínio dos menores de 1 ano de idade (74%), seguido pelas crianças de 1 a 4 anos (16%) e, menos frequentemente, as crianças de 5 a 9 anos (10%). A média de permanência hospitalar foi de 7,3 dias no município e de 6 dias, no Brasil. Enquanto no município o coeficiente de internação aumentou 11%, no Brasil diminuiu 14%. As doenças respiratórias foram as principais causas de hospitalização, tanto no município como no Brasil. Em São Paulo a segunda causa de internação foram as afecções originadas no período perinatal (15,9%) e, no Brasil, as doenças infecto-parasitárias (21,7%). As dez causas principais corresponderam a praticamente metade das internações em São Paulo. As internações por doenças respiratórias aumentaram, no município, 31% entre os menores de 1 ano de idade, 26% entre 1 e 4 anos e 34% entre 5 e 9 anos e diminuíram, noBrasil, nas 3 faixas etárias. As hospitalizações por doenças perinatais aumentaram 32% em São Paulo e 6% no Brasil. Enquanto as hospitalizações por diarréia diminuíram no Brasil, registrou-se aumento no município nos menores de 5 anos. As internações decorrentes de causas externas, mais frequentes entre 5 e 9 anos de idade, aumentaram em São Paulo e mantiveram-se inalteradas no Brasil. No período estudado aconteceram significativas mudanças nas ) políticas de saúde do município, com a adesão ao Sistema Único de Saúde (SUS) e fortalecimento da Atenção Básica, tendo a Estratégia de Saúde da Família como eixo estruturante. Os fatores determinantes das hospitalizações são múltiplos e interagem de maneira complexa. São discutidos os principais fatores, identificados no município, que podem ter contribuído para o perfil de internações observado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRER, Ana Paula Scoleze; GRISI, Sandra Josefina Ferraz Ellero. Estudo das causas de internação hospitalar das crianças de 0 a 9 anos de idade no município de São Paulo. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-23022010-145034/ >.
    • APA

      Ferrer, A. P. S., & Grisi, S. J. F. E. (2009). Estudo das causas de internação hospitalar das crianças de 0 a 9 anos de idade no município de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-23022010-145034/
    • NLM

      Ferrer APS, Grisi SJFE. Estudo das causas de internação hospitalar das crianças de 0 a 9 anos de idade no município de São Paulo [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-23022010-145034/
    • Vancouver

      Ferrer APS, Grisi SJFE. Estudo das causas de internação hospitalar das crianças de 0 a 9 anos de idade no município de São Paulo [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-23022010-145034/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020