Exportar registro bibliográfico

Prevalência de infecção pelo Helicobacter pylori associada às afecções diagnosticadas por endoscopia digestiva alta: análise retrospectiva de 1478 casos (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: MARQUES, SERGIO BARBOSA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: ENDOSCOPIA GASTROINTESTINAL; GASTROENTEROPATIAS; ÚLCERA; ESOFAGOPATIAS; ENDOSCOPIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A prevalência da úlcera péptica e outras afecções esofagogastroduodenais associadas à infecção pelo H. pylori foram alteradas em decorrência da erradicação desta infecção e uso de inibidores de secreção gástrica ácida. OBJETIVO: Determinar a prevalência da infecção pelo Helicobacter pylori associada às afecções diagnosticadas pela endoscopia digestiva alta e analisar fatores de risco. MÉTODOS: Foram analisados dados de 1478 pacientes, e as informações dos achados endoscópicos foram correlacionadas com resultado de teste de urease, faixa etária e gênero. Os pacientes com exame endoscópico normal foram considerados como grupo controle para análise estatística dos fatores de risco, perfazendo um total de 272 indivíduos. RESULTADOS: A prevalência da infecção por H. pylori foi de 53% (n=786), e maior na faixa etária entre 31 e 40 anos. Os achados endoscópicos mais frequentes foram gastrites (n=810; 54,8%), úlceras pépticas duodenais e gástricas (n=494; 33,4%), duodenites (n=287; 19,4%) e esofagites (n=217; 14,7%). Apenas a gastrite nodular e úlcera péptica foram associadas com infecção por H. pylori (p<0,05). Gastrite erosiva no antro (n=644, 78,5%) predominou em relação à pangastrite (n=166; 20,2%) e aquelas no corpo (n=19; 2,3%). Entre os casos de úlcera péptica, 103 (7%) foram gástricas, 343 (23,2%) foram duodenais e 48 (3,2%) foram gástrica e duodenal. A esofagite geralmente foi leve (grau A; 63,1%), 23,5% foram moderada (grau B) e13,3% foram intensa (graus C e D). Infecção por H. pylori aumentou o risco de úlceras gástrica e duodenal em 1,9 e 1,6 vezes, respectivamente. Gênero masculino e maior idade foram riscos de todas as outras afecções. CONCLUSÃO: Infecção pelo H. pylori associada com maior idade e gênero masculino foram determinantes importantes para evolução de afecções ) gastrintestinais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.09.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARQUES, Sérgio Barbosa; MATTAR, Rejane. Prevalência de infecção pelo Helicobacter pylori associada às afecções diagnosticadas por endoscopia digestiva alta: análise retrospectiva de 1478 casos. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-19022010-151204/ >.
    • APA

      Marques, S. B., & Mattar, R. (2009). Prevalência de infecção pelo Helicobacter pylori associada às afecções diagnosticadas por endoscopia digestiva alta: análise retrospectiva de 1478 casos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-19022010-151204/
    • NLM

      Marques SB, Mattar R. Prevalência de infecção pelo Helicobacter pylori associada às afecções diagnosticadas por endoscopia digestiva alta: análise retrospectiva de 1478 casos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-19022010-151204/
    • Vancouver

      Marques SB, Mattar R. Prevalência de infecção pelo Helicobacter pylori associada às afecções diagnosticadas por endoscopia digestiva alta: análise retrospectiva de 1478 casos [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5147/tde-19022010-151204/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021