Exportar registro bibliográfico

Metaloporfirinas catiônicas imobilizadas em zeólitas como catalisadores: oxidação de hidrocarbonetos e metabilismo de fármacos (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: LÔVO, LUCIANA DE PAULA BAGGINI - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: CATALISADORES; HIDROCARBONETOS; FÁRMACOS (METABOLISMO E NUTRIÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho foram realizadas a síntese e caracterização de diferentes MePs catiônicas '(Mn[('TF IND. 4'TMAP)P] POT. 5+', 'Fe[(TF 4'TMAP)P] POT. 5+', 'Fe[T(4-N-MePy)] POT. 5+', e 'Mn[T(4- N-MePy)p] POT 5+') suportadas em zeólitas NaX, NaY e peneiras moleculares do tipo MCM41. Foi feito também um estudo de atividade catalítica comparando esses sistemas de metaloporfirinas (MePs) encapsuladas no interior da cavidade ou canais zeolíticos ou impregnadas na superficie das mesmas. A oxifuncionalização de hidrocarbonetos foi realizada testando (Z)-cicloocteno, cicloexano e adamantano. Os oxidantes escolhidos foram PhIO e 'H IND. 2''O IND. 2'. Na epoxidação do (Z)-cicloocteno pelo PhIO todos os sistemas imobilizados nas zeólitas foram melhores do que os respectivos em meio homogêneo. Vale destacar o sistema Fe[T(4-N-MePy)P]-NaY/PhIO com 81% de rendimento para o epóxido. Esta ferroporfirina (FeP) é de baixo custo e simples de ser sintetizada quando comparada à outras MePs. Em reações com cicloexano/PhIO uma importante observação foi quando se utilizou solvente tolueno nas reações. O tolueno é menos polar do que o dicloroetano favorecendo o processo biomimético levando à formação exclusiva de álcool, como no caso da Mn[T('F IND. 4'TMAP)P]-NaX com 34% de rendimento de cicloexanol. O efeito do tolueno foi confirmado nas reações de oxidação do adamantano pelo PhIO catalisada por MePs-Na Y, levando à formação exclusiva do l-adamantanol com 37% de rendimento para ocatalisador Mn[T( 4-N-MePy)P]-Na Y. Com 'H IND. 2''0 IND. 2' as epoxidações do (Z)-cicloocteno foram afetadas pelo co-catalisador imidazol, solvente e encapsulamento. De modo geral, a presença do imidazol em sistemas com manganêsporfirinas (MnPs) levou a maiores rendimentos de epóxido evidenciando a participação da espécie ativa Mn(V)P=O. Interessante o resultado obtido com Mn[('TF IND. 4'TMAP)P]-MCM41, o rendimento de epóxido passou de 16% para 30% quando se adicionou o imidazol. O fato da MCM41 ter maior diâmetro de poros quando comparado à zeólita NaXN, facilita a formação da espécie intermediária ativa contendo imidazol coordenado à MnP. Já nos sistemas com FePs/'H IND. 2''O IND. 2' houve maior influência do solvente metanol nos rendimentos obtidos. Nestes casos propõe-se a espécie ativa 'Fe POT. lIl'hidroperoxo capaz de promover oxidações mais eficientes quando se usa FePs com substituintes eletronegativos. Apenas as MePs contendo MCM41 foram capazes de hidroxilar o cicloexano pelo 'H IND. 2''O IND. 2', apesar dos rendimentos serem baixos. Foi possível notar o efeito do tolueno levando à formação exclusiva do cicloexanol com 9% de rendimento quando se utilizou a Mn[T('F IND. 4'TMAP)P]-MCM41. A oxidação do fármaco praziquantel (PZQ) usando PhIO como oxidante foi estudada e os resultados obtidos foram muito bons, em particular as MnPs piridis substituídas apresentaram boa conversão de PZQ (Mn[T(4-N-MePy)P]-'NaY IND.imp,'68%). Esse resultado é muito importante, pois esta porfirina é comercial e não muito cara abrindo perspectivas para diferentes aplicações. Além disso, todos os sistemas apresentaram rendimentos do trans-4-0H, principal metabólito obtido in vivo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.09.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAGGINI LÔVO, Luciana de Paula; IAMAMOTO, Yassuko. Metaloporfirinas catiônicas imobilizadas em zeólitas como catalisadores: oxidação de hidrocarbonetos e metabilismo de fármacos. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Baggini Lôvo, L. de P., & Iamamoto, Y. (2009). Metaloporfirinas catiônicas imobilizadas em zeólitas como catalisadores: oxidação de hidrocarbonetos e metabilismo de fármacos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baggini Lôvo L de P, Iamamoto Y. Metaloporfirinas catiônicas imobilizadas em zeólitas como catalisadores: oxidação de hidrocarbonetos e metabilismo de fármacos. 2009 ;
    • Vancouver

      Baggini Lôvo L de P, Iamamoto Y. Metaloporfirinas catiônicas imobilizadas em zeólitas como catalisadores: oxidação de hidrocarbonetos e metabilismo de fármacos. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020