Exportar registro bibliográfico

Utilização de técnicas de caracterização de superfícies em madeira tratadas termicamente (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, RODRIGO MARQUES DE - IFSC
  • Unidade: IFSC
  • Sigla do Departamento: FCM
  • Subjects: MADEIRA (CONSERVAÇÃO); TEMPERATURA; CALORÍMETROS (ESTUDO;APLICAÇÕES)
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho tem como por objetivo estudar as mudanças das propriedades de superfícies e estruturais ocorridas em amostras de madeira termorretificadas. Duas espécies foram escolhidas para representar cada um dos grupos das madeiras: folhosas e coníferas. As amostras foram tratadas termicamente no intervalo de temperaturas entre '100 e 200 GRAUS', em atmosfera com ar. A variação da molhabilidade das espécies foi estudada a partir do ângulo de contato medido pelo método da gota séssil e monitorado no tempo ao longo de um ano. As amostras tratadas termicamente apresentam ângulos de contato maiores, devido ao aumento nas suas características de hidrofobicidade. As técnicas de espectroscopia de infravermelho por refletância total atenuada e de espalhamento de raios-X foram utilizadas sendo possível detectar um aumento na cristalinidade da superfície das amostras, então responsáveis por este aumento na hidrofobicidade. A técnica de FTIR permitiu distinguir os grupos funcionais das amostras de madeira (folhosas e coníferas), mesmo sendo obtidos espectros com baixa intensidade de sinal. Medidas de retrabilidade foram feitas nas amostras e as folhosas foram as que apresentaram maiores valores de retratibilidade volumétrica. Para tratamentos térmicos em mais altas temperaturas, foi observada uma redução considerável na retrabilidade volumétrica das amostras. Durante a secagem da madeira, o Eucalyptus grandis (cerne) foi o que apresentou uma maior concentração volumétricae a Araucaria angustifolia (cerne), a menor. Quando tratada em altas temperaturas, o Eucalyptus grandis (cerne), apresentou uma maior contração volumétrica e o Pinus elliotti, uma pequena expansão. A perda de massa também foi monitorada durante o tratamento térmico das espécies. As folhosas apresentam uma maior redução dos valores de massa em função do tratamento térmico, comparativamente às coníferas. O sistema CIE Lab de cor foi utilizado para se ) classificar as amostras termorretificadas. Uma análise multivariada de dados foi feita para acompanhar como cada parâmetro determinante da cor variava com a espécie e com o tratamento. Um dendograma foi gerado, unindo espécies e tratamentos que apresentavam aproximadamente uma mesma cor final das amostras de madeira, contribuindo para as etapas de caracterização
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.06.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Rodrigo Marques de; GONÇALVES, Débora. Utilização de técnicas de caracterização de superfícies em madeira tratadas termicamente. 2009.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76132/tde-17072009-101159/ >.
    • APA

      Oliveira, R. M. de, & Gonçalves, D. (2009). Utilização de técnicas de caracterização de superfícies em madeira tratadas termicamente. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76132/tde-17072009-101159/
    • NLM

      Oliveira RM de, Gonçalves D. Utilização de técnicas de caracterização de superfícies em madeira tratadas termicamente [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76132/tde-17072009-101159/
    • Vancouver

      Oliveira RM de, Gonçalves D. Utilização de técnicas de caracterização de superfícies em madeira tratadas termicamente [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76132/tde-17072009-101159/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021