Exportar registro bibliográfico

Efeito da própolis verde na inflamação e regeneração da córnea (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: MARTIN, LUIZ FERNANDO TARANTA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: PRÓPOLIS (APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS); CÓRNEA (REGENERAÇÃO); INFLAMAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos de um extrato de própolis verde brasileira nos processos de regeneração e inflamação corneana. Métodos: Em ratos Wistar machos, foi feita uma lesão corneana central superficial, com diâmetro de 1 mm, usando bastões contendo nitrato de prata. Foram utilizados 32 animais e a área da lesão foi fotografada nos tempos 0,12, 24, 48 e 120 horas. Com auxílio de um programa de imagem, foi feita a medida da área lesada nos tempos referidos. Os ratos foram divididos em dois grupos de 16 animais. O grupo própolis verde (PV) recebeu quatro gotas diárias de colírio contendo microemulsão de própolis verde a 1 %, enquanto o grupo veículo (VH) recebeu quatro gotas diárias do mesmo colírio, porém sem a própolis. A lesão foi repetida em 83 animais e a resposta inflamatória foi medida através da contagem dos neutrófilos presentes na córnea. Para a análise do padrão de migração neutrofílica, dois outros parâmetros foram utilizados: a relação entre a contagem de neutrófilos no centro da lesão em relação à contagem total de neutrófilos (centro/total) e a contagem no centro em relação às das bordas da lesão (centro/bordas), nos tempos 12, 24, 48 e 120 horas. A regeneração também foi medida, com contagem do número de mitoses na camada epitelial basal, através de marcação imunohistoquímica com KI-67. Resultados: Diferenças significativas (P<0,05) foram encontradas nas medidas de áreas dos grupos nos temposde 12, 24 e 48 horas, com valores menores no grupo PV. Não houve diferenças significativas nos tempos 0 e 120 horas. A contagem neutrofílica total mostrou valores significativamente menores no grupo PV nos tempos de 24 e 48 horas (P<0,05). Não houve diferença significante nos tempos de 12 e 120 horas. Os parâmetros centro/total e centro/bordas não apresentaram diferenças em nenhum dos tempos estudados. A contagem das células marcadas pelo KI-67 mostrou diferenças nos tempos 12 e 24 horas (P<0,05), mas não no tempo 48h. Conclusões: O uso tópico da própolis verde mostrou ação cicatrizante e antiinflamatória após lesão corneana induzida por álcali, mantendo o padrão de migração neutrofílica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.06.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTIN, Luiz Fernando Taranta; GARCIA, Sérgio Britto; PAULA, Jayter Silva de. Efeito da própolis verde na inflamação e regeneração da córnea. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Martin, L. F. T., Garcia, S. B., & Paula, J. S. de. (2009). Efeito da própolis verde na inflamação e regeneração da córnea. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Martin LFT, Garcia SB, Paula JS de. Efeito da própolis verde na inflamação e regeneração da córnea. 2009 ;
    • Vancouver

      Martin LFT, Garcia SB, Paula JS de. Efeito da própolis verde na inflamação e regeneração da córnea. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021