Exportar registro bibliográfico

Produção de um plasmídio recombinante para a expressão das proteínas prM e E do vírus dengue-2 (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: SOBRAL, MARIANA CAROLINA DE MORAIS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: DENGUE; PLASMÍDEOS; DNA; PROTEÍNAS
  • Language: Português
  • Abstract: Os vírus da dengue (DENV) correspondem aos arbovírus de maior importância para o campo de saúde pública e consistem de quatro tipos antigênicos diferentes (DENV-I ao -4) que apresentam grande diversidade genética. Estes vírus usualmente causam dengue clássica (DC) até febre hemorrágica (FHD) e síndrome de choque por dengue (SCD). O vírus é transmitido ao homem através da picada dos mosquitos Aedes ssp. fêmea, principalmente Aedes aegypti. O dengue é um vírus de RNA de fita simples de polaridade positiva que pertence à família Flaviviridae e ao gênero Flavivirus. O RNA é envolto por um envelope lipídico no qual a proteína de membrana (M) e a glicoproteína do envelope (E) estão fixadas. A proteína E é o principal alvo de anticorpos neutralizantes desde que esta desempenhe um papel importante na ligação ao receptor e na fusão de membrana, conseqüentemente, esta tem sido a proteína estrutural mais importante no emprego de candidatos a vacinas. A vacina de DNA específica para dengue, a qual foi construída durante o projeto, consiste dos genes que codificam as proteínas estruturais da pré-membrana (prM) e do envelope (E) sob o controle do promotor do citomegalovírus humano. A co-expressão dos genes prM e E dos flavivirus em células de mamíferos podem induzir a produção de partículas extracelulares subvirais não-infecciosas (EPs) que contêm os mesmos componentes (prM/M e E) na superfície assim como têm as partículas virais infecciosas. As vacinas produzidas porengenharia genética são potencialmente mais seguras, menos termolábeis e mais facilmente administráveis. Além disso, a produção em massa destas vacinas resultará em redução no custo, tratando-se de uma grande vantagem econômica, considerando que a grande proporção da população afetada pelo dengue, e que se benificiaria com o uso destas vacinas, reside em países em desenvolvimento. No nosso trabalho foram desenvolvidos clones recombinantes para o vírus dengue-2, que consistem de um plasmídio bacteriano com atributos para expressão protéica in vitro, visando a expressão de genes do vírus dengue in vivo. Dessa forma, após a transfecção do plasmídio recombinante contendo genes codificadores das proteínas estruturais do vírus, a célula expressou estes genes e as proteínas virais sintetizadas foram detectadas por meio de imunofluorescência e eletroforese (SDS-PAGE). A produção de anticorpos específicos para o mesmo vírus foi observada também pela técnica de imunofluorescência, acreditando, dessa forma, que os clones produzidos possam então servir de possíveis candidatos a vacinas para o vírus dengue- 2. No Brasil, o gerenciamento inadequado do plano de erradicação do Aedes aegypti em algumas localidades resultou no desenvolvimento de surtos epidêmicos, e o desenvolvimento de uma vacina para os vírus da dengue seria de imensa valia, pois é a forma mais barata e mais eficaz de todas as intervenções médicas modernas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.05.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOBRAL, Mariana Carolina de Morais; FONSECA, Benedito Antonio Lopes da. Produção de um plasmídio recombinante para a expressão das proteínas prM e E do vírus dengue-2. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Sobral, M. C. de M., & Fonseca, B. A. L. da. (2009). Produção de um plasmídio recombinante para a expressão das proteínas prM e E do vírus dengue-2. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sobral MC de M, Fonseca BAL da. Produção de um plasmídio recombinante para a expressão das proteínas prM e E do vírus dengue-2. 2009 ;
    • Vancouver

      Sobral MC de M, Fonseca BAL da. Produção de um plasmídio recombinante para a expressão das proteínas prM e E do vírus dengue-2. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021