Exportar registro bibliográfico

Mecanismos envolvidos na diferenciação de células-tronco de dentes decíduos exfoliados humanos (SHED) em odontoblastos e células endoteliais (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: SAKAI, VIVIEN THIEMY - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: DENTINOGÊNESE; CÉLULAS-TRONCO (PATOLOGIA); DENTE DECÍDUO (CITOLOGIA); IMUNOHISTOQUÍMICA; ENDODONTIA; ODONTOBLASTO; CÉLULAS ENDOTELIAIS; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE; TECIDO PULPAR; VASOS SANGUÍNEOS
  • Language: Português
  • Abstract: A engenharia de tecido pulpar tem como objetivo substituir a polpa dentária inflamada ou necrosada por um tecido saudável e funcional, capaz de formar nova dentina para reparar a estrutura dentária perdida. Assim, os objetivos deste trabalho foram: avaliar a habilidade de diferenciação de célulastronco de dentes decíduos exfoliados humanos (SHED) em odontoblastos funcionais, demonstrando a formação de tecido mineralizado in vivo; e estudar o efeito de VEGF em SHED com relação à estimulação de vias de sinalização celular (STAT3, AKT e ERK), proliferação, migração, formação de estruturas tubulares e diferenciação em células endoteliais. O início do processo de mineralização de SHED tratadas com dexametasona, ácido ascórbico 'beta' - glicerofosfato pôde ser detectado por meio da produção da enzima fosfatase alcalina a partir da segunda semana de cultura, mas a expressão de RNAm para DSPP só foi observada após 28 dias de indução. Utilizando-se o modelo de fatias de dentes e matrizes condutivas implantadas no dorso de camundongos imunodeprimidos, demonstrou-se a diferenciação de SHED em células semelhantes a odontoblastos, as quais tiveram imunomarcação positiva com o anticorpo DMP-1. A deposição de dentina, seguindo um ritmo centrípeto de crescimento, numa taxa de 14,1 µm por dia também foi demonstrada por meio da marcação com tetraciclina. O tratamento das SHED com VEGF estimulou a fosforilação de ERK e AKT e a diminuiu a fosforilação de STAT3 em um período deuma hora, provavelmente por meio de sua ligação com os receptores VEGFR-1 e NP-1 presentes nestas células. Além disso, VEGF intensificou a organização das SHED em estruturas tubulares, havendo diferença estatisticamente significativa entre os grupos tratado e não tratado a partir do 5o dia de tratamento. Entretanto, VEGF não estimulou a proliferação nem a migração destas células. Os resultados de RT-PCR mostraram que SHED cultivadas em fatias de dentes ) e matrizes condutivas expressaram VEGFR-2 já após o primeiro dia de estímulo com VEGF. Ademais, os quatro marcadores de células endoteliais (VEGFR-1, VEGFR-2, CD31 e Caderina-VE) foram observados após 21 dias sob estímulo de VEGF, resultado ainda mais evidente aos 28 dias. In vivo, observou-se que SHED transfectadas com o gene LacZ foram capazes de formar estruturas semelhantes a vasos sangüíneos quando implantadas em camundongos, mas a presença de sangue no seu interior não pôde ser observada após 21 dias de implante. Portanto, SHED podem ser estimuladas a se diferenciar em odontoblastos funcionais, capazes de produzir estrutura mineralizada semelhante à dentina. Ademais, VEGF interfere nas vias de sinalização STAT3, ERK e AKT e estimula a formação de estruturas tubulares e a diferenciação de SHED em células endoteliais, mas não a proliferação e migração de SHED. Acreditamos que tecnologia igual ou semelhante à empregada neste estudo poderá eventualmente fornecer ferramentas clínicas para tratamentosendodônticos que visem à regeneração de um tecido pulpar completo e formação de tecido dentinário num futuro não muito distante
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.04.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SAKAI, Vivien Thiemy; NÖR, Jacques Eduardo; SANTOS, Carlos Ferreira dos. Mecanismos envolvidos na diferenciação de células-tronco de dentes decíduos exfoliados humanos (SHED) em odontoblastos e células endoteliais. 2009.Universidade de São Paulo, Bauru, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-26052009-144852 >.
    • APA

      Sakai, V. T., Nör, J. E., & Santos, C. F. dos. (2009). Mecanismos envolvidos na diferenciação de células-tronco de dentes decíduos exfoliados humanos (SHED) em odontoblastos e células endoteliais. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-26052009-144852
    • NLM

      Sakai VT, Nör JE, Santos CF dos. Mecanismos envolvidos na diferenciação de células-tronco de dentes decíduos exfoliados humanos (SHED) em odontoblastos e células endoteliais [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-26052009-144852
    • Vancouver

      Sakai VT, Nör JE, Santos CF dos. Mecanismos envolvidos na diferenciação de células-tronco de dentes decíduos exfoliados humanos (SHED) em odontoblastos e células endoteliais [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25133/tde-26052009-144852

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020