Exportar registro bibliográfico

Variabilidade genética de isolados de Curtobacterium sp. associados a citros (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: BELMONTE, UIRÁ CAMILO FURLAN - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: BACTÉRIAS FITOPATOGÊNICAS; FRUTAS CÍTRICAS; MARCADOR MOLECULAR; MICRORGANISMOS ENDOFÍTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Microrganismos endofíticos são aqueles, cultiváveis ou não, que habitam o interior da planta hospedeira sem causar danos aparentes, podendo ou não apresentar estruturas externas visíveis. Esta interação endófito-planta é intrínseca a determinadas espécies de plantas e/ou bactérias. Embora bactérias do gênero Curtobacterium sejam normalmente estudadas como fitopatógenas, este grupo vem sendo isolado como endófito de diferentes espécies vegetais, tais como citros, trevo, arroz, batata, milho, olmeiro, café e álamo. Tais bactérias vem sendo estudada no controle de doenças em pepino, batata e fumo, na promoção de crescimento, interagindo com bactérias promotoras de crescimento (PGPR) e fitopatógenas. Neste contexto, o objetivo do presente estudo foi estudar a variabilidade genética e fisiológica de Curtobacterium sp. isolados endofiticamente de citros, por meio das técnicas moleculares ARDRA, RAPD, AFLP e sequenciamento do gene 16S rRNA, além de características fisiológicas (coloração da colônia, fitopatogenicidade e perfil enzimático). Além dos isolados endofíticos de citros, foram utilizados isolados endofíticos e fitopatogênicos de diversas culturas proveniente de diferentes regiões do Brasil e outros países. Embora a coloração das colônias seja uma característica altamente variável, foi observada correlação, onde os isolados endofíticos de citros apresentaram coloração variando de alaranjado a róseo, enquanto os outros isolados analisados apresentaram coloração amarelada ecreme. A análise por ARDRA possibilitou a formação de 4 ribotipos (A, B, C e D), sendo que todos os fitopatógenos foram agrupados no ribotipo D. As análises de variabilidade por meio do RAPD e AFLP permitiram a separação dos isolados bacterianos em 2 grupos principais, endófitos e fitopatógenos, além de mostrar grande variabilidade dentro do grupo de isolados endofíticos de citros. De acordo com os ) resultados do sequenciamento do gene 16S rRNA, os isolados endofíticos de citros foram agrupados separadamente das demais espécies analisadas. Os resultados do presente estudo demonstram que os isolados endofíticos de citros apresentam genótipo divergente, sugerindo que estes isolados possam pertencer a uma nova espécie ou subespécie de Curtobacterium
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.05.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BELMONTE, Uira Camilo Furlan; PIZZIRANI-KLEINER, Aline Aparecida. Variabilidade genética de isolados de Curtobacterium sp. associados a citros. 2009.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-19052009-093614/ >.
    • APA

      Belmonte, U. C. F., & Pizzirani-kleiner, A. A. (2009). Variabilidade genética de isolados de Curtobacterium sp. associados a citros. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-19052009-093614/
    • NLM

      Belmonte UCF, Pizzirani-kleiner AA. Variabilidade genética de isolados de Curtobacterium sp. associados a citros [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-19052009-093614/
    • Vancouver

      Belmonte UCF, Pizzirani-kleiner AA. Variabilidade genética de isolados de Curtobacterium sp. associados a citros [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-19052009-093614/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021