Exportar registro bibliográfico

Candida albicans e estomatite por dentadura: avaliação da presença do fungo na lesão, na prótese total superior e no sangue (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, CARINE ERVOLINO DE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAE
  • Subjects: ESTOMATITE SOB PRÓTESE; CANDIDA ALBICANS; PRÓTESE TOTAL SUPERIOR
  • Language: Português
  • Abstract: Existem poucos estudos a respeito da presença de constituintes fúngicos na circulação sanguínea de indivíduos com estomatite por dentadura (ED) (AHMAD et al., 2002), considerada uma forma localizada de candidose; o que poderia caracterizar o poder de invasão sistêmica do fungo nesta condição local, bem como um prévio reconhecimento desses antígenos por células presentes na circulação sanguínea do hospedeiro, o que poderia explicar aspectos específicos da resposta imune localizada e sistêmica. Assim sendo, este trabalho teve por objetivo avaliar a presença do fungo Candida albicans (C. albicans) no palato, na superfície interna das próteses totais superiores e no sangue de pacientes com ED, em dois momentos distintos. A população de estudo foi composta por indivíduos usuários de prótese total superior (PTS), com e sem estomatite por dentadura, avaliados e selecionados nas clínicas de graduação e pós-graduação da Disciplina de Prótese, do Departamento de Prótese, da Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade de São Paulo (FOB-USP). Indivíduos não usuários de próteses removíveis constituíram o grupo controle. Assim o trabalho foi constituído por três grupos, cada um com 14 pacientes. As lesões de estomatite por dentadura foram diagnosticadas clinicamente e por meio de confirmação microbiológica em CHROMAgar Candida, a partir de material biológico coletado da mucosa palatal e da superfície interna da PTS. A PCR foi realizada quando da ocorrência docrescimento de colônias verdes para diferenciação das espécies C. albicans e C. dubliniensis. As amostras de sangue foram analisadas para a detecção de fragmentos de DNA responsáveis pela codificação da proteína da parede da hifa1(Hwp1) de C. albicans, utilizando a técnica da PCR. Os resultados demonstraram que nem os usuários de PTS, independentemente da presença de ED, nem os voluntários não usuários apresentaram a proteína Hwp1 no sangue, em nenhuma das ) amostras coletadas. A presença de fungos do gênero Candida foi mais frequente (p = 0,005) entre os usuários de PTS com ED quando comparado com os outros indivíduos. Além disso, pudemos constatar que os pacientes com diagnóstico clínico e microbiológico de ED não apresentaram distribuição sanguínea de C. albicans
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.03.2009
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Carine Ervolino de; LARA, Vanessa Soares. Candida albicans e estomatite por dentadura: avaliação da presença do fungo na lesão, na prótese total superior e no sangue. 2009.Universidade de São Paulo, Bauru, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25136/tde-26052009-111223/ >.
    • APA

      Oliveira, C. E. de, & Lara, V. S. (2009). Candida albicans e estomatite por dentadura: avaliação da presença do fungo na lesão, na prótese total superior e no sangue. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25136/tde-26052009-111223/
    • NLM

      Oliveira CE de, Lara VS. Candida albicans e estomatite por dentadura: avaliação da presença do fungo na lesão, na prótese total superior e no sangue [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25136/tde-26052009-111223/
    • Vancouver

      Oliveira CE de, Lara VS. Candida albicans e estomatite por dentadura: avaliação da presença do fungo na lesão, na prótese total superior e no sangue [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25136/tde-26052009-111223/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020