Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento de método para quantificação de taxa de exalação de 222Rn em bacia de rejeitos radioativos e estudo de solo como material mitigador (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: MACACINI, JOSÉ FLÁVIO - CENA
  • Unidade: CENA
  • Subjects: CARVÃO ATIVADO; ESPECTROMETRIA; REJEITOS DE MINERAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: As Indústrias Nucleares Brasileiras (INB) processaram 2,32 10´X POT.6' t de minério em sua Unidade de Tratamento de Minério (UTM - Caldas) localizada no Planalto de Poços de Caldas. A instalação depositou, durante 16 anos de operação com minério de urânio, 2,39 10´X POT.9' kg de rejeito sólido, com concentração de atividade média de 226Ra no rejeito igual a 7311 ± 184 Bq kg-1, na bacia de rejeitos radioativos. A maior parte dos átomos de 222Rn gerados no rejeito radioativo da bacia fica presa na matriz mineral, porém, uma fração se liberta dela e emana. O 222Rn ao atingir o espaço poroso do rejeito migra para a fronteira rejeito-atmosfera exalando. As propriedades características de transporte do 222Rn e dano biológico de seus descendentes transformam esta pequena cadeia de decaimentos radioativos em um flagelo da natureza. Devido a isto, a bacia de rejeitos radioativos da UTM Caldas foi o centro de estudos deste trabalho. Assim, foi desenvolvida metodologia para quantificação da taxa de exalação de 222Rn na bacia e o solo de suas imediações foi avaliado experimentalmente como material de cobertura para atenuação da sua taxa de exalação. continua...) O coletor de 222Rn desenvolvido, denominado 607, foi construído em alumínio, fundamentando-se nas propriedades de adsorção do carvão ativado. Diferentemente do coletor de grande área normatizado pela United States Environmental Protection Agency (USEPA), mostrou-se exato e preciso com relação àcoadsorção de até 7,00 g de vapor dágua em tempo de amostragem menor que 5,0 dias. Estas propriedades foram verificadas devido à criação de um padrão de taxa de exalação de 222Rn preparado com caldasito, minério de urânio com alta concentração de 226Ra (26611 ± 581 Bq kg-1) moído na faixa granulométrica de 1,168 mm a 0,589 mm. Somam-se ainda as vantagens de, operacionalmente, o coletor 607 oferecer maior agilidade devido à sua área de amostragem ser 7 vezes menor que o coletor de grande área e, após montagem, aceitar armazenamento em fornos com temperaturas de 72 oC. continua... ) As amostragens de taxas de exalação de 222Rn na bacia de rejeitos radioativos foram realizadas com o coletor 607 seguindo o delineamento experimental da USEPA. Os resultados médios foram: para a asa oeste, iguais a 1,30 ± 1,24 Bq m-2 s-1 no inverno de 2006 e 2,11 ± 2,12 Bq m-2 s-1 no verão de 2007; para a asa norte, iguais a 1,15 ± 1,67 Bq m-2 s-1 no inverno e 1,03 ± 1,26 Bq m-2 s-1 no verão, ambos obtidos em 2007. Estes valores permitiram avaliar uma cobertura de solo colocada sobre a bacia de rejeitos que reduzisse a taxa de exalação de 222Rn para valores abaixo do limite de 0,74 Bq m-2 s-1 da USEPA. Este estudo foi realizado em colunas de solo-rejeito utilizando solo das imediações da bacia de rejeitos e seguindo os procedimentos de compactação da United States Regulatory Nuclear Commission (USRNC). Os resultados indicaram camadas redutoras de 0,14 m e 0,20 m para as asas norte eoeste da bacia de rejeitos radioativos da UTM Caldas, respectivamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACACINI, José Flávio; FERNANDES, Elisabete Aparecida de Nadai. Desenvolvimento de método para quantificação de taxa de exalação de 222Rn em bacia de rejeitos radioativos e estudo de solo como material mitigador. 2008.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64134/tde-27042009-112317/ >.
    • APA

      Macacini, J. F., & Fernandes, E. A. de N. (2008). Desenvolvimento de método para quantificação de taxa de exalação de 222Rn em bacia de rejeitos radioativos e estudo de solo como material mitigador. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64134/tde-27042009-112317/
    • NLM

      Macacini JF, Fernandes EA de N. Desenvolvimento de método para quantificação de taxa de exalação de 222Rn em bacia de rejeitos radioativos e estudo de solo como material mitigador [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64134/tde-27042009-112317/
    • Vancouver

      Macacini JF, Fernandes EA de N. Desenvolvimento de método para quantificação de taxa de exalação de 222Rn em bacia de rejeitos radioativos e estudo de solo como material mitigador [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/64/64134/tde-27042009-112317/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020