Exportar registro bibliográfico

Estudo da substantividade de uma composição aromática na pele em função do ciclo menstrual (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COSTA, CLAUDIA SILVA CORTEZ DA - FCF
  • Unidades: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: COSMETOLOGIA; PELE (FISIOLOGIA); CICLO MENSTRUAL (PESQUISA); HORMÔNIOS SEXUAIS FEMININOS (FISIOLOGIA); PERCEPÇÃO OLFATIVA (ANÁLISE); PERFUME (COMPOSIÇÃO;ESTUDO)
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo da substantividade de uma composição aromática/fragrância em pele em função do ciclo menstrual é de relevância científica, pois a literatura científica menciona, sem conclusões significativas, que os hormõnios sexuais manifestam inúmeros efeitos fisiológicos na pele e de percepção olfativa, principalmente nas fases ovulatória e lútea comparadas às demais fases do ciclo menstrual. O presente trabalho teve como objetivo investigar se os hormônios sexuais influenciam na sensibilidade olfativa e, se as alterações fisiológicas na pele afetam a performance da fragrância durante o ciclo menstrual. Para tanto, foi empregada a avaliação sensorial e determinada a escala de magnitude categórica LMS (escala de magnitude com rótulos) para a quantificação da intensidade de perfume no experimento. O estudo da estabilidade normal da composição aromática definiu a melhor composição para a fase experimental. O estudo clínico foi realizado em quatro fases do ciclo menstrual (menstrual, folicular, ovulatória e lútea) e, cada uma, a intensidade de perfume foi avaliada em 5 tempos experimentais (inicial; 1,5; 3,0; 4,5 e 6h). Em paralelo, foram analisadas as medidas biomecânicas da pele (perda de água transepidérmica, corneometria e sebumetria) e um indivíduo do sexo masculino foi considerado como "controle" de pele no estudo. As medidas biomecânicas não foram significativas para influenciar na sensiblidade olfativa. A percepção foi maior na fase lútea quando a mulher avaliavasua pele e menor quando avaliava a pele do homem em relação às outras fases. Conclui-se que os hormônios sexuais afetaram a sensibilidade olfativa em diferentes fases do ciclo, porém as alterações fisiológicas provavelmente não interferiram na percepção olfativa e este fato nos orienta para o desenvolvimento de fragrâncias e instiga à pesquisa de matérias-primas aromáticas que influenciam no comportamento da mulher ou até mesmo na atração entre os sexos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.01.2009
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREIRA, Claudia Silva Cortez; VELASCO, Maria Valéria Robles. Estudo da substantividade de uma composição aromática na pele em função do ciclo menstrual. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-26022009-102032/ >.
    • APA

      Pereira, C. S. C., & Velasco, M. V. R. (2009). Estudo da substantividade de uma composição aromática na pele em função do ciclo menstrual. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-26022009-102032/
    • NLM

      Pereira CSC, Velasco MVR. Estudo da substantividade de uma composição aromática na pele em função do ciclo menstrual [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-26022009-102032/
    • Vancouver

      Pereira CSC, Velasco MVR. Estudo da substantividade de uma composição aromática na pele em função do ciclo menstrual [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-26022009-102032/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020