Exportar registro bibliográfico

Papel da caspase-1 na gênese da resposta inflamatória durante a sepse grave experimental (2009)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SÔNEGO, FABIANE - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: SEPSE; NEUTRÓFILOS; ANTI-INFLAMATÓRIOS; FARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Sepse é uma resposta inflamatória sistêmica que decorre da inabilidade do hospedeiro em controlar uma infecção local. De fato, trabalhos prévios de nosso laboratório demonstram que ocorre um prejuízo na migração de neutrófilos durante a sepse grave, que é associado ao aumento das concentrações séricas de citocinas, bacteremia e aumento da mortalidade dos animais. A participação dos receptores Toll-like (TLRs) foi recentemente descrita neste processo de falência da migração de neutrófilos na sepse grave. A caspase-1 é uma enzima que parece ser importante na ativação da via de sinalização dos TLRs além de ter um papel essencial na ativação das citocinas inflamatórias IL-1‘beta’, IL-18 e IL-33. Neste trabalho, nós avaliamos a participação da caspase-1 na gênese da resposta inflamatória na sepse grave. Observamos que os animais deficientes para caspase-1 apresentaram maior resistência à sepse induzida por CLP (ceGal ligation and puncture). No entanto, animais deficientes para IL-18 ou ST2 (receptor da IL-33) não apresentaram redução na mortalidade após indução da sepse. O tratamento com antagonista do receptor da IL-1 foi também incapaz de alterar a curva de sobrevida de animais selvagens submetidos à sepse grave. Estes dados indicam que a redução nos níveis destas citocinas não é relevante para a redução da mortalidade observada nos animais deficientes para caspase-1 submetidos à sepse. A redução na mortalidade dos animais deficientes para caspase-1 foiassociada à reduzida concentração sistêmica de TNF-‘alfa’ e IL-6. Apesar das concentrações locais de citocinas e quimiocinas apresentarem-se inalteradas, os animais deficientes para caspase-1 submetidos à sepse grave apresentaram um aumento na migração de neutrófilos para a cavidade peritoneal, que foi favorecida pelo aumento no número de rolamentos e adesões dos leucócitos nestes animais. Como consequência, observamos uma redução no crescimento bacteriano no exudato peritoneal e no sangue destes animais, embora os neutrófilos dos animais deficientes para caspase-1 ou selvagens tenham apresentado capacidade microbicida e viabilidade celular semelhantes. Assim, na ausência da caspase-1, há maior migração de neutrófilos para a cavidade peritoneal, que culmina na redução da mortalidade devido ao eficiente controle da infecção
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.03.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SÔNEGO, Fabiane; CUNHA, Fernando de Queiroz. Papel da caspase-1 na gênese da resposta inflamatória durante a sepse grave experimental. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Sônego, F., & Cunha, F. de Q. (2009). Papel da caspase-1 na gênese da resposta inflamatória durante a sepse grave experimental. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sônego F, Cunha F de Q. Papel da caspase-1 na gênese da resposta inflamatória durante a sepse grave experimental. 2009 ;
    • Vancouver

      Sônego F, Cunha F de Q. Papel da caspase-1 na gênese da resposta inflamatória durante a sepse grave experimental. 2009 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020