Exportar registro bibliográfico

Indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade na idade escolar: prevalência e associações (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: MESQUITA, DENISE NASCIMENTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: OBESIDADE; ESTUDANTES; PESOS E MEDIDAS CORPORAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A obesidade na inrancia e adolescência tem sido apontada como um dos maiores problemas de saúde pública em vários países, ocorrendo este aumento mundialmente. Além disso, tem sido observado o acúmulo de gordura na região abdominal refletindo o aumento de gordura subcutânea e visceral em indivíduos obesos. O objetivo deste estudo foi conhecer a prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças brasileiras, de 7 a 11 anos de idade, em cidades de diferentes características socioeconômicas e também verificar o aumento de gordura corporal por meio da medida de circunferência de cintura (CC). Métodos: Foram avaliadas as, medidas de peso, altura e circunferência de cintura de 1683 crianças na idade escolar, usando-se técnicas padronizadas. Sobrepeso e obesidade foram classificados segundo os critérios propostos pelo CDC, 2000 e a circunferência de cintura pelo CDC, 2005. As infonnações socioeconômicas foram obtidas por meio de questionários. Resultados: Foram encontrados 13,4% e 12,5% de sobrepeso e obesidade, respectivamente, em Ribeirão Preto. Já em São Luís, observou-se menos crianças com sobrepeso e obesas do que o esperado, e alta prevalência de subnutrição (18,5%). A população de São Luís também se mostrou mais baixa e com menores valores de circunferência de cintura do que em Ribeirão Preto. Em relação à adiposidade abdominal, crianças que estavam acima do P90 para a CC, tiveram seu IMC classificado acima do P95. Quando foram correlacionadas as três variáveis (IMC, CCe altura), houve forte correlação entre IMC e CC para o sexo masculino e feminino (r = 0,92 vs r = 0,89) em Ribeirão Preto, ocorrendo o mesmo para São Luís (r = 0,88 vs r = 0,83), e uma moderada correlação da altura com a CC. Os fatores socioeconômicos associados ao sobrepeso e obesidade em Ribeirão Preto foram: ser do sexo feminino e a menor quantidade de pessoas vivendo no mesmo domicílio; em São Luís além destes dois fatores, também o trabalho manual qualificado. A CC mostrou pouca associação com fatores socioeconômicos e uma forte correlação com IMC, embora nem sempre concordantes. Conclusão: A prevalência de obesidade e sobrepeso encontrada se mostrou elevada em Ribeirão Preto, notou-se em contrapartida, que em São Luís ainda prevalece a subnutrição, contrastando estas duas populações. Ressalta-se, que a CC é uma boa medida para investigar adiposidade abdominal, sendo concordante com os valores elevados de IMC
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.02.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MESQUITA, Denise Nascimento; BARBIERI, Marco Antonio. Indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade na idade escolar: prevalência e associações. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Mesquita, D. N., & Barbieri, M. A. (2009). Indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade na idade escolar: prevalência e associações. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mesquita DN, Barbieri MA. Indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade na idade escolar: prevalência e associações. 2009 ;
    • Vancouver

      Mesquita DN, Barbieri MA. Indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade na idade escolar: prevalência e associações. 2009 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021