Exportar registro bibliográfico

Avaliação da participação do BDNF hipocampal no efeito antidepressivo da imipramina em ratos submetidos aos modelos do nado forçado e do desamparo aprendido (2009)

  • Authors:
  • Autor USP: BIOJONE, CAROLINE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: ESTRESSE; ANTIDEPRESSIVOS (DESENVOLVIMENTO); NEUROFARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Alterações nos níveis hipocampais de BDNF (brain derived neurotrophic factor ou fator neurotrófico derivado do encéfalo) têm sido implicadas na etiologia da depressão. A exposição a eventos estressantes é capaz de diminuir enquanto que o tratamento prolongado com drogas antidepressivas pode aumentar os níveis de BDNF no hipocampo. Entretanto, estudos investigando o efeito do estresse associado ao tratamento antidepressivo têm produzido resultados contraditórios. O objetivo do presente estudo foi investigar os níveis hipocampais de BDNF em animais tratados com imipramina e submetidos a diferentes modelos utilizados no estudo da depressão, o nado forçado iforced swimming test, FST) e o desamparo aprendido (learned helplessness, LH). Ratos Wistar (220g) receberam imipramina (15 mg/k mg) ou veículo em três injeções i.p. (24, 19 e 21h a.ntes do teste, tratamento curto) e foram submetidos ao FST. Um grupo independente recebeu imipramina na mesma dose diariamente durante 7 dias (tratamento prolongado) e foi submetido ao LH. Animais não- estressados foram submetidos aos tratamentos farmacológicos correspondentes. Tanto o tratamento curto quanto o prolongado foram capazes de induzir efeito do tipo antidepressivo no FST e no LH, respectivamente. Entretanto, apenas o tratamento prolongado foi capaz de aumentar os níveis hipocampais de BDNF medidos por ELISA. Interessantemente, nos grupos de animais estressados (submetidos ao FST ou ao LH) nem otratamento antidepressivo nem o estresse alteraram os níveis hipocampais de BDNF. Os resultados deste estudo indicam que o. aumento nos níveis de BDNF produzido pelo tratamento antidepressivo desaparece em associação ao estresse. Dessa forma, sugere-se que o estresse e o tratamento antidepressivo interagem para modular a expressão de BDNF
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.02.2009

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BIOJONE, Caroline; GUIMARÃES, Francisco Silveira. Avaliação da participação do BDNF hipocampal no efeito antidepressivo da imipramina em ratos submetidos aos modelos do nado forçado e do desamparo aprendido. 2009.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.
    • APA

      Biojone, C., & Guimarães, F. S. (2009). Avaliação da participação do BDNF hipocampal no efeito antidepressivo da imipramina em ratos submetidos aos modelos do nado forçado e do desamparo aprendido. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Biojone C, Guimarães FS. Avaliação da participação do BDNF hipocampal no efeito antidepressivo da imipramina em ratos submetidos aos modelos do nado forçado e do desamparo aprendido. 2009 ;
    • Vancouver

      Biojone C, Guimarães FS. Avaliação da participação do BDNF hipocampal no efeito antidepressivo da imipramina em ratos submetidos aos modelos do nado forçado e do desamparo aprendido. 2009 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021