Exportar registro bibliográfico

Diagnóstico e diretrizes para o gerenciamento de resíduos perigosos domiciliares: estudo de caso do município de São Carlos - SP (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: FERNANDEZ, JAQUELINE APARECIDA BÓRIA - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: RESÍDUOS SÓLIDOS DOMÉSTICOS; RESÍDUOS PERIGOSOS; RISCO AMBIENTAL; CONTAMINAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Os resíduos perigosos domiciliares (RPD) têm sido gerenciados juntamente com os resíduos sólidos urbanos (RSU) e essa mistura apresenta um risco potencial de contaminação ambiental, mesmo quando sua destinação final é considerada adequada. Devido à ausência de informações, considera-se que a quantidade de RPD nos aterros sanitários é desprezível e os efeitos adversos sobre o meio ambiente e a saúde pública são negligenciados. O planejamento de estratégias de gerenciamento de RPD requer um diagnóstico a fim de identificar a sua geração e propor alternativas adequadas para previnir a poluição do solo e águas superficiais e subterrâneas. Os objetivos do presente trabalho foram estudar a presença dos RPD no município de São Carlos - SP, e elaborar diretrizes para o gerenciamento municipal destes resíduos. A metodologia adotada foi composta pela caracterização física dos RPD, encaminhados ao aterro sanitário do município, por meio do método do quarteamento. No total, foram analisadas trinta amostras de cerca de 200 kg cada, no ano de 2005. Ainda, realizou-se a caracterização física dos RPD nas três cooperativas de coleta seletiva, investigando-se o total de resíduos coletados no período de uma semana. Para investigar a percepção da população a respeito dos RPD foram aplicados 100 questionários em uma região do município. Como resultados, apresentam-se os valores da caracterização física juntamente com a quantificação em unidades de RPD frente ao total de resíduos coletados,dentre os materiais presentes destacam-se inseticidas, aerossóis, baterias, tintas e pilhas, entre outros, representando cerca de 0,20% de resíduos perigosos nos resíduos sólidos domiciliares. Por meio do questionário verificou-se que a população possivelmente participaria de um programa especial de coleta de RPD. A atual política ambiental municipal apresenta instrumentos que favorecem a adoção de práticas de gerenciamento para os RPD, indicando a preocupação crescente com o assunto, contudo ainda não estão implantadas. As diretrizes para a elaboração de um programa de gerenciamento de RDP incluem orientações técnicas e enfatiza a importância da educação para a prevenção da poluição
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.08.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERNANDEZ, Jaqueline Aparecida Bória; SCHALCH, Valdir. Diagnóstico e diretrizes para o gerenciamento de resíduos perigosos domiciliares: estudo de caso do município de São Carlos - SP. 2008.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008.
    • APA

      Fernandez, J. A. B., & Schalch, V. (2008). Diagnóstico e diretrizes para o gerenciamento de resíduos perigosos domiciliares: estudo de caso do município de São Carlos - SP. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Fernandez JAB, Schalch V. Diagnóstico e diretrizes para o gerenciamento de resíduos perigosos domiciliares: estudo de caso do município de São Carlos - SP. 2008 ;
    • Vancouver

      Fernandez JAB, Schalch V. Diagnóstico e diretrizes para o gerenciamento de resíduos perigosos domiciliares: estudo de caso do município de São Carlos - SP. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021