Exportar registro bibliográfico

Tectônica da conexão do Cinturão Ribeira com a faixa Araçuaí - divisa Rio de Janeiro/Espírito Santo (2008)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: KARNIOL, TIAGO DA ROCHA - IGC
  • Unidades: IGC
  • Sigla do Departamento: GSA
  • Subjects: EVOLUÇÃO TECTÔNICA
  • Language: Português
  • Abstract: A investigação geológica-estrutural de duas seções transversais ao Cinturão Ribeira no norte do Rio de Janeiro e sul do Espírito Santo, revela que a região caracteriza-se por um regime tectônico transpressivo, o qual pode ser reconhecido, principalmente, a partir da análise geométrica e cinemática dos elementos estruturais. Neste trecho do orógeno, observa-se uma curvatura das principais estruturas, de NE para NNE, relacionadas à articulação , a sul, com o lineamento de Além Paraíba. Essa geometria, em escala regional, pode ser relacionada a uma cinemática destral, considerando-se, como referência, o Cráton do São Franciso. Na seção Italva (RJ) - Muriaé (MG), as principais evidências da tectônica transpressiva referem-se à articulação entre zonas de cisalhamento de alto ângulo, predominantemente direcionais e com movimentação para SW, paralela ao orógeno, principalmente no seu setor oriental, e zonas de cisalhamento de ângulo intermediário com lineação frontal e movimentação extensional de topo para ESE. Na seção Marechal Floriano - Ibatiba (ES), as zonas de cisalhamento apresentam movimentação predominantemente oblíqua com componente direcional destral que refletem a propagação do fluxo tectônico para SSW, como pode ser observado, entre outras, na zona de cisalhamento da Guaçuí. Foram reconhecidas também estruturas sinistrais que podem representar indícios de uma movimentação antitética nessas zonas. Nas duas seções investigadas, a partição dadeformação reflete-se na alternância entre zonas de máxima deformação, formadas por rochas tipicamente miloníticas, e zonas intermediárias de mais baixa deformação, onde predominam corpos de rochas intrusivas. Além disso, o padrão anastomosado, por vezes em leque, das estruturas planares, bem como sua complexa relação com os elementos lineares, é atribuído ao caráter transpressivo da deformação. Os granulitos com granada investigados na região no norte do Rio de ) Janeiro indicam um equilíbrio químico com temperatura entre 700 e 780 °C e pressão entre 7,9 e 9,3 kbar, resultado substancialmente superior aos intervalos de 600-670 °C e 5,7-6,7 kbar, obtidos para gnaisses de associações aluminosas, na porção leste da seção. Esse contraste nos resultados geotermobarométricos, consistentemente mais elevados considerando-se o centro dos minerais em relação às bordas, juntamente com a caracterização cinemática e as feições microestruturais são evidências da ocorrência, neste setor orogênico, de um processo de exumação mais acentuada no conjunto dos granulitos. Num regime tranpressivo associado à colisão oblíqua de placas ou terrenos, esse processo pode ser explicado pela extrusão de porções da crosta inferior em regime dúctil, cinematicamente articuladas por zonas de cisalhamento extensionais, como as caracterizadas neste trabalho. Tomando como referência os dados apresentados, atribuídos a um regime de deformação transpressiva durante o Neoproterozóico,considera-se arbitrário o emprego do paralelo 21° Sul como limite entre a Faixa Araçuaí e o Cinturão Ribeira. As diferenças em relação à articulação cinemática, nas duas seções estudadas, indicam uma variação do quadro de deformação no sentido longitudinal. Essas diferenças podem ser compreendidas por mudanças das condições de contorno, como a geometria do bloco rígido e variações reológicas impostas por taxas variadas de fusão das rochas, que levaram a extrusão com preservação parcial de paragêneses granulíticas da crosta inferior no segmento estudado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.12.2008
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KARNIOL, Tiago da Rocha; MACHADO, Rômulo. Tectônica da conexão do Cinturão Ribeira com a faixa Araçuaí - divisa Rio de Janeiro/Espírito Santo. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-12022009-151332/ >.
    • APA

      Karniol, T. da R., & Machado, R. (2008). Tectônica da conexão do Cinturão Ribeira com a faixa Araçuaí - divisa Rio de Janeiro/Espírito Santo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-12022009-151332/
    • NLM

      Karniol T da R, Machado R. Tectônica da conexão do Cinturão Ribeira com a faixa Araçuaí - divisa Rio de Janeiro/Espírito Santo [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-12022009-151332/
    • Vancouver

      Karniol T da R, Machado R. Tectônica da conexão do Cinturão Ribeira com a faixa Araçuaí - divisa Rio de Janeiro/Espírito Santo [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-12022009-151332/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020