Exportar registro bibliográfico

Influência da hiperglicemia nos níveis de dano no DNA e na expressão de genes de defesa ao dano oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: XAVIER, DANILO JORDÃO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Subjects: DIABETES MELLITUS; ESTRESSE OXIDATIVO; DANO AO DNA
  • Keywords: Hiperglicemia; Diabetes Mellitus; DNA damage; Hyperglycemia; Oxidative stress
  • Language: Português
  • Abstract: O Diabetes é uma das maiores causas de mortalidade no mundo, chegando a afetar cerca de 150 milhões de pessoas atualmente, sendo que esse número tende a aumentar, principalmente devido à obesidade, fator intimamente relacionado ao Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2). Entretanto, o desenvolvimento da doença depende de diversos fatores de risco, tanto genéticos quanto ambientais, que ainda necessitam ser elucidados. Uma característica marcante dos pacientes diabéticos é um alto nível de estresse oxidativo, resultante principalmente da hiperglicemia e diminuição da defesa anti-oxidante. No presente trabalho, foi proposta a detecção dos níveis de dano no DNA pelo ensaio do cometa, assim como comparar os níveis de expressão de genes relacionados com a defesa, sinalização e reparo do DNA em resposta ao estresse oxidativo (ATM, ATR, SOD1, OGG1, XRCC1, APEX1 e FEN1) em pacientes DM2 hiperglicêmicos (PAH) e não hiperglicêmicos (PANH). Adicionalmente, o mesmo estudo foi realizado em pacientes DM2, cujas amostras foram coletadas em dois momentos: antes (PI) e após (PPI) um período de internação (sete dias) para compensação da doença e normalização dos níveis glicêmicos, comparativamente ao grupo controle. Na análise pelo ensaio do Cometa, o grupo PAH apresentou níveis significativamente (p<0,05) maiores de danos no DNA em relação ao grupo PANH, sendo que o último apresentou níveis de dano semelhantes ao grupo controle, demonstrando que a hiperglicemia é o principal fator na indução do estresse oxidativo em pacientes DM2. Com relação aos pacientes submetidos à internação por 7 dias, o grupo PPI apresentou níveis significativamente (p<0,05) menores de dano em relação ao grupo PI, embora estes tenham se apresentado acima dos observados para o grupo controle. A análise por qRT-PCR revelou perfis de expressão gênica diferenciados entre os grupos de pacientes estudados, embora as diferençasnão tenham sido estatisticamente significativas. Observou-se uma repressão de genes de reparo e de sinalização (ATM, ATR, OGG1, XRCC1, FEN1 e APEX1) nos grupos PAH e PI, que apresentaram altos níveis de danos no DNA. Esse resultado pode apresentar um significado biológico relevante, sendo que na literatura, foram relatados resultados compatíveis com o estado de repressão transcricional de alguns desses genes, como os genes ATM e ATR. Os resultados obtidos demonstram a influência da hiperglicemia na indução de dano oxidativo no DNA. Além disso, os dados acerca da expressão gênica sugerem que pacientes DM2 regulam diferencialmente genes envolvidos com os processos de defesa, sinalização e reparo do DNA em resposta ao estresse oxidativo, o que pode estar relacionado com os níveis de dano observados em cada grupo analisado. Os mecanismos envolvidos na regulação desses processos são complexos e ainda necessitam ser elucidados, mas os dados do presente trabalho mostram informações relevantes que podem contribuir na compreensão desses mecanismos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.10.2008
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      XAVIER, Danilo Jordão; SAKAMOTO-HOJO, Elza Tiemi. Influência da hiperglicemia nos níveis de dano no DNA e na expressão de genes de defesa ao dano oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-12062013-113704/ >.
    • APA

      Xavier, D. J., & Sakamoto-Hojo, E. T. (2008). Influência da hiperglicemia nos níveis de dano no DNA e na expressão de genes de defesa ao dano oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 2. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-12062013-113704/
    • NLM

      Xavier DJ, Sakamoto-Hojo ET. Influência da hiperglicemia nos níveis de dano no DNA e na expressão de genes de defesa ao dano oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-12062013-113704/
    • Vancouver

      Xavier DJ, Sakamoto-Hojo ET. Influência da hiperglicemia nos níveis de dano no DNA e na expressão de genes de defesa ao dano oxidativo em pacientes com diabetes mellitus tipo 2 [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-12062013-113704/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021