Exportar registro bibliográfico

Análises térmicas de argilas organofílicas com adsorção de compostos fenólicos (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: BARRETO, EMERSON PAES - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: ARGILAS; ADSORÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Fenol é um dos poluentes que tem causado muitos problemas e, mesmo quando presente em concentrações baixas, ainda representa um problema ambiental de difícil solução. Esta Tese trata do estudo da adsorção do fenol por argilas organofílicas obtidas por trocas catiônicas parciais com cloreto de hexadeciltrimetilamônio a partir de argila bentonítica Verde Claro, proveniente do Município de Boa Vista no Estado da Paraíba. A Capacidade de Troca Catiônica foi estimada em 102,55 meq/100g de argila, a partir de metodologia que utiliza a determinação, por análises térmicas, da quantidade de radical orgânico presente nas argilas organofílicas obtidas por diferentes trocas catiônicas. Entre os modelos de adsorção testados para cada caso, as Isotermas de Freundlich apresentam os melhores coeficientes de correlação com os dados experimentais. Observa-se que para todos os casos de troca desde 20 a 80 meq de sal quaternário utilizado para formação da argila organofílica, quanto maior a quantidade de cátions de sal quaternário utilizado e presente na argila organofílica, maior a quantidade de fenol adsorvida. Observa-se que, para concentrações de equilíbrio até 50ppm, a quantidade relativa adsorvida diminui para as argilas organofílicas produzidas com trocas maiores do que 80 meq, indicando que, nesses casos, a maior quantidade de cátion orgânico trocado, promove uma maior dificuldade para difusão e adsorção de fenol no espaço interlamelar disponível das argilas organofílicas.Quando a concentração de equilíbrio aumenta, observa-se para o caso 100ppm, um limite na quantidade de fenol máxima que pode ser adsorvida. Embora para maiores concentrações e graus de troca catiônica a quantidade de fenol adsorvida aumente com o aumento da concentração de equilíbrio, há uma variação menor da quantidade adsorvida em função do aumento de sal quaternário trocado, quando se compara com o que ocorria até o caso de troca com 80meq
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.08.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARRETO, Emerson Paes; BÜCHLER, Pedro Maurício; DWECK, Jo. Análises térmicas de argilas organofílicas com adsorção de compostos fenólicos. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.
    • APA

      Barreto, E. P., Büchler, P. M., & Dweck, J. (2008). Análises térmicas de argilas organofílicas com adsorção de compostos fenólicos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barreto EP, Büchler PM, Dweck J. Análises térmicas de argilas organofílicas com adsorção de compostos fenólicos. 2008 ;
    • Vancouver

      Barreto EP, Büchler PM, Dweck J. Análises térmicas de argilas organofílicas com adsorção de compostos fenólicos. 2008 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020