Exportar registro bibliográfico

Determinação dos planos de referência na técnica de anestesia mandibular de Gow-Gates: uma nova proposta (2008)

  • Authors:
  • Autor USP: SHINAGAWA, ADRIANA - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODC
  • Subjects: ANESTESIA ODONTOLÓGICA; MANDÍBULA; RESSONÂNCIA MAGNÉTICA (ODONTOLOGIA)
  • Language: Português
  • Abstract: A literatura é enfática na afirmação de que a técnica de anestesia mandibular proposta por Gow-Gates apresentaria uma série de vantagens sobre a técnica tradicional, como a menor necessidade de anestesia complementar e menores índices de aspiração e complicações. No entanto, o uso rotineiro da técnica de Gow-Gates tanto entre os clínicos como entre os acadêmicos pode ser considerada ínfimo, e parte disto pode ser atribuído à dificuldade de identificação e compreensão dos planos de referência extra-orais. O intuito deste trabalho foi verificar a precisão e a validade de um novo método de determinação do local de puntura. Para este fim, obteve-se uma amostra de quinze imagens bilaterais da região das órbitas ao mento, capturadas por meio de ressonância magnética. Os pontos e planos geométricos de referência foram demarcados e traçados em computador. As distâncias entre o ponto ideal (PI) no colo da mandíbula e os pontos de puntura (PGG e PM) localizados na intersecção dos planos a e 13 serviram de parâmetro para análise e comparação das técnicas original de Gow-Gates e Modificada. O segmento PI.PM = 5, 17mm foi três vezes menor (p<0,001=1,703 x 10.16) do que o comprimento PI.PGG = 17,91mm. No eixo ântero-posterior e no eixo longitudinal o ponto PM estava respectivamente sete vezes (p<O, 00 1 =2,486 x 10-6) e catorze vezes (p<0,001=1,013 X 10.18) mais próximo do ponto PI quando comparado ao ponto PGG. No eixo látero-medial não houve diferença significativa, mas o pontoPM estava localizado lateralmente ao ponto PI, o que significaria menor risco de complicações ) Houve correlação positiva e significativa (pSO,OO3) entre os pontos de referência e os pontos de puntura, demonstrando a validade da técnica Modificada em relação à técnica Gow-Gates. Na regressão linear, a predição do ponto de puntura da técnica Gow-Gates estava condicionada ao posicionamento dos pontos de referência localizados na incisura intertrágica e ângulo da boca; em contraste, o estabelecimento do ponto de puntura da técnica Modificada estava sujeito somente à posição ântero-posterior e látero-medial do ponto de referência na cabeça da mandíbula, o que tornaria a técnica Modificada menos dependente da abertura bucal. A técnica Modificada proposta mostrou-se precisa e válida na determinação do ponto ideal de puntura
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.03.2008

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SHINAGAWA, Adriana; CAMPOS, Antonio Carlos de. Determinação dos planos de referência na técnica de anestesia mandibular de Gow-Gates: uma nova proposta. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.
    • APA

      Shinagawa, A., & Campos, A. C. de. (2008). Determinação dos planos de referência na técnica de anestesia mandibular de Gow-Gates: uma nova proposta. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Shinagawa A, Campos AC de. Determinação dos planos de referência na técnica de anestesia mandibular de Gow-Gates: uma nova proposta. 2008 ;
    • Vancouver

      Shinagawa A, Campos AC de. Determinação dos planos de referência na técnica de anestesia mandibular de Gow-Gates: uma nova proposta. 2008 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021